Ibovespa tomba com desgaste político do governo Bolsonaro

Mercado reflete tensão entre investidores com os desdobramentos da CPI da Covid; preço do petróleo despenca e puxa Petrobras

0

O principal índice acionário da bolsa de valores brasileira continua caindo. Nesta terça-feira (6), a queda chegou a 1,44% e fez o Ibovespa encerrar o dia aos 125.095 pontos. A saber, este é o menor patamar desde 27 de maio, quando o índice fechou o pregão aos 124.366 pontos.

Na verdade, o Ibovespa conseguiu disparar no início de junho, superando os 130 mil pontos pela primeira vez em sua história. No entanto, a queda veio tão rápida quanto a subida. Após encerrar junho com leve alta de 0,46%, o índice vem acumulando perda de 1,35% em julho. Contudo, ainda tem valorização de 5,11% em 2021.

Em resumo, a principal razão para as recentes queda do Ibovespa é a CPI da Covid, mais especificamente seus desdobramentos. A comissão está analisando os atos e omissões do governo federal no enfrentamento à pandemia da Covid-19. E os últimos dias de CPI apresentaram declarações bastante graves de depoentes, que comprometem ainda mais a cena política do país, já bastante fragilizada.

Alguns deles se referem a esquemas de propina na compra de vacinas contra a Covid-19 e envolvem o presidente Jair Bolsonaro, que supostamente sabia dos atos suspeitos, mas não fez nada. Por isso, ele está sendo acusado de prevaricaçãoAliás, 46 signatários protocolaram na última quarta (30) um “superpedido” de impeachment contra Bolsonaro, unificando argumentos de outros 123 pedidos já apresentados contra o presidente.

Ao mesmo tempo, o preço do petróleo afundou nesta terça devido às divergências entre Arábia Saudita e Emirados Árabes. Ambos fazem parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (Opep+), mas não conseguem entrar em consenso em torno da produção de petróleo. O mercado refletiu essas diferenças e o petróleo afundou, puxando as ações da Petrobras consigo.

Apenas 3 das 84 ações do Ibovespa sobem nesta terça

Foi por pouco que o pregão desta terça não fechou completamente no vermelho. A saber, apenas três ações do Ibovespa conseguiram encerrar o dia no azul: Bradespar PN (1,42%), Vale ON (0,53%) e Engie units (0,09%). Vale destacar que as altas da Vale e da sua integrante Bradespar refletem tardiamente a alta de 2% da véspera dos preços do minério de ferro.

Em contrapartida, entre as muitas quedas no dia, as mais expressivas vieram de: PetroRio ON (-5,82%), Azul PN (-4,17%), Petrobras PN (-4,09%), Petrobras ON (-3,74%) e CVC ON (-3,63%). O destaque negativo ficou com o setor petroleiro do Ibovespa, que despencou no dia, acompanhando os preços internacionais do petróleo.

Por fim, as compras e vendas de ações movimentaram, ao todo, R$ 19 bilhões no pregão desta terça. O volume ficou bem abaixo da média diária de 2021, de R$ 24 bilhões. Aliás, março lidera entre os meses, com uma média de R$ 27 bilhões. Já abril apresenta, até agora, o desempenho mais fraco (R$ 22 bilhões diários).

Leia Mais: Amazon bate recorde de fechamento na Bolsa de Nova York

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.