Empresários pedem criação de auxílio para empregadores no DF

Associação que representa empresas está pedindo para que o Governo local crie esse programa nesse momento de lockdown no DF

1

Empresários do Distrito Federal (DF) estão pedindo a criação de um auxílio emergencial para empresas. Seria, na prática, um programa de distribuição de renda onde o dinheiro iria para os empregadores e não para os empregados.

Em entrevista para a Rádio CBN, nesta quinta-feira (4), o Presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL), Beto Pinheiro, falou sobre o assunto. De acordo com ele, o Governo local teria dinheiro em caixa para fazer isso.

Pinheiro disse ainda que o projeto poderia começar a crescer dentro da Câmara Legislativa. Até a publicação desta matéria, nenhum deputado se pronunciou sobre essa ideia. Seja como for, Pinheiro está confiante na aprovação.

De acordo com ele, o Governo precisa agir nesse momento de lockdown. Isso porque, ainda segundo ele, os empresários do DF estão sofrendo para manter as contas neste momento de pandemia do novo coronavírus.

Hoje, qualquer bar ou restaurante do DF não pode oferecer cadeiras ou mesas. A medida visa evitar que as pessoas fiquem no local. Além disso, há um toque de recolher no momento em que normalmente esses locais recebiam mais clientes.

Auxílio para empresários

Em entrevista, o Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) disse que vai endurecer as regras contra os empresários que não respeitam as diretrizes do lockdown. Ele disse que a região está prestes a entrar em colapso no seu sistema de saúde.

“As medidas têm que ser fortes, eu tenho que proteger a população. Tem que ter coragem e essa coragem não me falta”, disse o Governador. “Eu tenho muita consciência da dificuldade, estamos tentando ajudar”, completou.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Presidente Jair Bolsonaro reconheceu nesta sexta-feira (5) que o valor do novo Auxílio Emergencial é baixo. De acordo com ele, essa quantia que as pessoas irão receber é pequena, mas ponderou que isso vai […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.