Declaração pré-preenchida: 2,6 milhões utilizaram o modelo no imposto de renda 2022

Cerca de 10 vezes mais contribuintes utilizaram a declaração pré-preenchida do Imposto de Renda

0

O uso do modelo pré-preenchido da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) de 2022 teve um crescimento de quase mil por cento em relação ao ano passado.

A saber, foram mais de 2,69 milhões de pessoas que utilizaram o GOV.BR, com os níveis de segurança ouro e prata, para terem acesso à facilidade.

Como comparativo, vale destacar que em 2021, haviam sido preenchidas pouco mais de 286 mil declarações com a funcionalidade.

Declaração pré-preenchida: 2,6 milhões utilizaram o modelo no imposto de renda 2022
Declaração pré-preenchida do imposto de renda – Imagem: Divulgação

Imposto de renda 2022

De acordo com a Receita Federal, foram mais de 36,3 milhões de declarações enviadas neste ano, superando as expectativas iniciais, de 34 milhões, quantidade encaminhada no ano passado.

O prazo de entrega da declaração em 2022 começou no dia 7 de abril e terminou às 23h59 do dia 31 de maio.

“Esse número superou um pouco a nossa expectativa inicial. Como fazemos todos os anos, procuramos inovar com tecnologia, a fim de ter um processamento mais célere, mais eficiente, mais seguro”, destacou o secretário especial da Receita Federal, Julio Cesar Vieira Gomes.

O secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Caio Mario Paes de Andrade, ressaltou que a Receita Federal foi um dos primeiros órgãos do governo a começar a digitalizar seus serviços no GOV.BR.

“Hoje, todos os 175 serviços da Receita são digitais e estão disponíveis no GOV.BR para facilitar a vida do contribuinte. A declaração pré-preenchida é um desses serviços que, com o GOV.BR, democratizou o acesso do contribuinte ao preenchimento automático dos dados em todas as multiplataformas para o envio do Imposto de Renda. Todo esse resultado é prova de que estamos no caminho certo para combater a burocracia, promover a transformação digital do Estado e a melhoria estrutural da Administração Pública”, enfatizou.

Números expressivos

Dados da Receita Federal do Brasil mostram que o uso do aplicativo ‘Meu Imposto de Renda’ vem aumentando a cada ano. Neste ano, mais de 1,7 milhão de contribuintes fizeram uso do app, o que representou um crescimento de quase 125% na comparação com 2021, quando foram registrados 1,3 milhão. O número equivale a 5% do total de declarações.

No entanto, o meio mais utilizado pelos contribuintes para o envio da declaração continua sendo o Programa Gerador de Declaração (PGD), por meio do computador. Das mais de 36,3 milhões declarações, 33,7 milhões foram pelo PGD, representando 92% do total de envios e um crescimento de quase 4% com relação ao ano passado.

O crescimento mais significativo foi o número de envios pela web por meio do e-CAC, o Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte. Houve um aumento de quase 280% comparado a 2021, passando de 305 mil declarações para 854 mil.

Avaliação do imposto de renda

Uma grande novidade do IRPF deste ano foi a realização da avaliação do serviço pelos contribuintes. Ao final do processo de entrega do documento, o usuário foi convidado a avaliar a sua experiência com o serviço, podendo escolher uma nota de 1 a 5 estrelas.

Além disso, o contribuinte podia indicar quais aspectos contribuíram para sua avaliação (rapidez, usabilidade, confiabilidade, atendimento, informações, esforço) e classificar a adequação do cumprimento do prazo do serviço.

As mais de três milhões de pessoas que participaram da pesquisa classificaram o serviço com nota média de 4,30, numa escala até 5 pontos.

Os aspectos que receberam a maior pontuação, com nota 4,62, foram “o serviço foi cumprido dentro do prazo adequado” e “as informações fornecidas estão seguras”.

Com informações do Ministério da Economia

Confira ainda: Pagamento do décimo terceiro acima de um salário mínimo termina nesta semana

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.