Criação de empregos no setor privado dos EUA desacelera em julho

Relatório, tido como prévia dos dados oficiais do Departamento do Trabalho americano, informa a criação de 330 mil vagas, ante expectativa de 653 mil

0

Os Estados Unidos registraram a criação de 330 mil vagas de trabalho no setor privado em julho. A saber, o resultado veio muito abaixo das previsões e decepcionou as expectativas dos mercados, que apontavam a geração de 650 mil novos postos de trabalho no mês.

Estes dados foram divulgados pela Automatic Data Processing (ADP) e pela Moody’s nesta quarta-feira (4). A propósito, o relatório sobre a criação de empregos da ADP é considerado uma prévia dos dados oficiais, divulgados pelo Departamento do Trabalho dos EUA, o payroll.

Vale ressaltar que o resultado sobre a criação de novos postos de trabalho exclui o setor agrícola dos EUA. Aliás, o recuo expressivo reflete os temores envolvendo a variante Delta do novo coronavírus, que vem impulsionando novamente a pandemia da Covid-19 em todo o planeta.

Em resumo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou a pandemia em março de 2020. Com isso, os EUA chegaram a registrar 6,867 milhões de pedidos de auxílio-desemprego em apenas uma semana, no final de março. Isso mostra o quanto a crise sanitária afetou o mundo, incluindo a maior economia global.

“A recuperação do mercado de trabalho continua exibindo um progresso desigual, mas ainda indica um progresso. Os dados de julho reportaram uma desaceleração significativa do ritmo de criação de empregos do segundo trimestre”, explicou Nela Richardson, economista-chefe da ADP.

Veja mais detalhes do levantamento da ADP

De acordo com a ADP, o setor de serviços gerou quase a totalidade dos empregos em julho nos EUA. Dos 330 mil novos postos de trabalho criados, 318 vieram dos serviços, com destaque para lazer e hotelaria, que geraram 139 mil vagas. A saber, o setor de serviços sofreu bastante com as restrições adotadas durante a pandemia.

Os dados de geração de emprego compreendem o primeiro indício relacionado à taxa de desemprego no país. Aliás, a divulgação destes dados ocorrerá na próxima sexta-feira (6). A expectativa é de recuo de 0,3 ponto percentual, para 5,6%.

Leia Mais: Índice de compras do setor de serviços dos EUA desacelera em julho

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.