Carros voadores podem surgir para melhorar a mobilidade urbana

0

Os tão sonhados carros voadores poderão se tornar realidade, mas não como os dos Jetsons. De acordo com a Embraer, um modelo mais realista deve entrar em circulação no ano de 2026. Os chamados eVTOLs podem chegar ao Brasil com o propósito de melhorar a mobilidade urbana. 

 

Carros voadores podem surgir para melhorar a mobilidade urbana
Carros voadores podem surgir para melhorar a mobilidade urbana. (Imagem: Exame)

 

Em outras palavras, agilizar o trânsito. Desta forma, será possível fazer um voo da zona norte à zona sul em questão de instantes, e não apenas um voo entre unidades federativas. Os carros voadores poderão sobrevoar entre o topo dos prédios e o controle do tráfego aéreo. Isso quer dizer que os eVTOLs irão coexistir com os drones e helicópteros. 

A curiosidade sobre o preço dos carros voadores é enorme, porém ela irá continuar por mais algum tempo, pois os valores ainda não foram informados. Contudo, sabe-se que serão muito mais baratos que um helicóptero, terá o custo aproximado de um Uber Black. O valor exato irá depender do tipo de eVTOL, se for autônomo e não depender de um piloto, o custo será bem mais barato. 

Os modelos elétricos também são mais vantajosos, tendo em vista que os combustíveis equivalem a 30% do valor da operação de aviões e helicópteros. Os carros voadores já começaram a ser desenvolvidos por empresas do setor de mobilidade e de aeronáutica, como a brasileira Embraer, que tem firmado diversos acordos para a entrega das aeronaves elétricas.

Através da Eve, a Embraer possui 735 eVTOLs já encomendados. Esta quantia considera a soma de veículos vendidos diretamente e aqueles que irão atender contratos de horas de voo. Aparentemente, os principais compradores serão as operadoras de helicópteros, empresas de táxis aéreos e de compartilhamento de aeronaves. 

No que compete aos prováveis clientes, entre eles está a americana Bristow, a maior operadora de helicópteros do mundo, a empresa francesa Helipass, principal player de voos de helicópteros em Paris, a Ascent, de Singapura, a Blade, dos Estados Unidos da América (EUA), entre tantas outras. No Brasil estão a Flapper, Helisul e Avantto. 

É importante considerar também que algumas empresas aéreas têm comprado os eVTOLs do exterior, como a Gol que comprou da britânica Vertical e a Azul que comprou da Lilium na Alemanha. A Eve perde apenas em termos de encomenda para a empresa inglesa, Vertical.

A Eve Urban Air Mobility é uma empresa da Embraer e já recebeu uma encomenda de 100 unidades de carros voadores. O pedido partiu da Avantto, empresa brasileira que atua no compartilhamento de aeronaves. 

O eVTOL é um veículo elétrico de pouso e decolagem vertical, em outras palavras uma reformulação do helicóptero, mas com a vantagem de fazer menos barulho e contar com o uso de mais hélices para voar. Antes desse acordo a Embraer havia comunicado que a Helisul, uma empresa de táxi aéreo, fez um pedido inicial de 50 veículos, e que a Flapper fechou contrato para operar com 25 unidades. 

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.