Cuidado com o golpe do Caixa Tem clonado

Trabalhadores têm aplicativo do Caixa Tem clonado, saiba como resolver

0

Cidadãos que recebem benefícios por app correm risco de ter o Caixa Tem clonado. Isso porque, o saque extraordinário do FGTS está sendo feito apenas pelo app da Caixa Econômica Federal.

Em 2020, trabalhadores sofreram com fraudes e golpes e tiveram suas contas invadidas. Agora, em 2022, os empregados se perguntam se quem teve o Caixa Tem clonado poderá acessar e receber o benefício por meio da conta. 

De acordo com o banco estatal, o saque pode sim ser feito por quem teve a conta clonada. Mas, no caso da conta que foi fraudada e cancelada, será aberta uma nova conta de forma automática pela Caixa Econômica. 

Sistema de fraude

Para clonar as contas, os golpistas se cadastram no aplicativo com o CPF do verdadeiro usuário e se inscrevem com novos e-mails e números de telefone. Dessa forma, ele não terá como alterar a senha, momento no qual o cidadão percebe a fraude.

A quem está com o Caixa Tem clonado, o banco orienta que, ao verificar problemas cadastrais, o usuário compareça a uma agência. Então, caso o app solicite documentos e “selfies”, o usuário consegue resolver o problema virtualmente. 

A Caixa alerta os trabalhadores que o banco não possui protocolo de envio de mensagens. Assim, solicitação de senhas, dados pessoais, envio de links, confirmação de dispositivo e/ou de acesso a contas do usuário não são enviadas pelo banco.

Como identificar o Caixa Tem clonado

Em caso de impossibilidade de acesso devido a divergência de dados, o trabalhador deve ir a uma agência da Caixa. Além disso, o cidadão deve fazer um boletim de ocorrência na delegacia caso o dinheiro tenha sido sacado.

Quando o empregado tenta trocar a senha sem sucesso ou não recebe o código de acesso emitido pelo aplicativo. Então, é possível que ele esteja com o aplicativo do Caixa Tem clonado.

Como recuperar o valor perdido

Para recuperar o dinheiro furtado devido ao Caixa Tem clonado, a Caixa Econômica pede um prazo de dez dias úteis para análise e investigação do crime. Assim, após a comprovação e formalização do processo, o trabalhador será ressarcido.

Não é necessário que o cidadão entre em contato com a Polícia Federal (PF), visto que a própria Caixa estará em contato com a instituição. Mas é possível que durante o processo de investigação a PF entre em contato com o usuário para maiores esclarecimentos.

Saque extraordinário do FGTS

O saque extraordinário começou a ser liberado em abril deste ano e segue um calendário de pagamento para a distribuição do benefício. O valor máximo para saque é de R$ 1 mil e já foi liberado para os nascidos em janeiro, fevereiro e março.

Confira o calendário de pagamento do benefício:

  • Janeiro – 20 de abril;
  • Fevereiro – 30 de abril;
  • Março – 04 de maio;
  • Abril – 11 de maio;
  • Maio – 14 de maio;
  • Junho – 18 de maio;
  • Julho – 21 de maio;
  • Agosto – 25 de maio;
  • Setembro – 28 de maio;
  • Outubro – 1 de junho;
  • Novembro – 08 de junho;
  • Por fim, dezembro – 15 de junho. 

O pagamento do benefício será feito na conta poupança digital que pode ser acessada pelo aplicativo Caixa Tem.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.