Brasil registra perda de 825,3 mil postos de trabalho formal em 2020

Pandemia da covid-19 provocou perda de vagas e fechamento de empresas; resultado é o pior desde 2016

0

A pandemia da covid-19 afetou todo o planeta de maneira bastante negativa em 2020. De acordo com dados do Cadastro Central de Empresas (Cempre), divulgados pelo IBGE, havia cerca de 45,4 milhões de pessoas ocupadas assalariadas em empresas e outras organizações ativas do Brasil em 2020.

Embora o número seja expressivo, representa uma queda de 1,8% em relação a 2019. A saber, esse é o pior resultado desde 2016, quando a retração desse contingente foi de 4,4%. Aliás, o decréscimo registrado em 2020 representa 825,3 mil postos de trabalho formal a menos no país.

“Esse ano da pandemia foi muito desafiador sob vários aspectos que impactaram a economia empresarial. Um deles foi a necessidade de lockdown, que causou a diminuição no deslocamento das pessoas e fez com que muitas empresas fechassem as portas naquele período. E, se a empresa não vende produtos, não gera receita e acaba por demitir os funcionários. É uma bola de neve”, explicou o gerente da pesquisa, Thiego Ferreira.

Você sabia que trabalhador doméstico pode solicitar seguro-desemprego?

Crise econômica em 2020 foi atípica

Vale destacar que a crise econômica gerada pela pandemia foi atípica, uma vez que crises sanitárias dessa magnitude não afligem o mundo recorrentemente. Inclusive, a perda do número de vagas de trabalho não se mostrou tão intensa devido às ações do governo federal para mitigar os impactos.

O gerente da pesquisa citou “o Programa de Manutenção do Emprego e da Renda, que beneficiou quase 10 milhões de trabalhadores; o Auxílio Emergencial, que colaborou para consumo das famílias, possivelmente contribuindo para dar uma sobrevida às empresas; e o Pronampe, com a liberação de mais R$ 37 bilhões em crédito para 517 mil empresas”.

Segundo os dados do Cempre, a atividade de alojamento e alimentação foi a mais afetada pela pandemia. Em resumo, houve uma queda de 19,4% do número de postos de trabalho no Brasil em 2020. E isso aconteceu porque o governo promoveu o distanciamento social, reduzindo significativamente o número de pessoas em bares e restaurantes, bem com as viagens e hospedagens no país.

Por fim, as três principais atividades que tiveram o maior número de empregos perdidos em 2020 foram:

  • Alojamento e alimentação: 373,2 mil vagas;
  • Administração pública, defesa e seguridade social: 233,9 mil;
  • Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas: 221,7 mil.

Leia também: Quina ACUMULA e próximo sorteio vai pagar R$ 1,3 milhão

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.