Bitcoin sobe em semana decisiva

0

As criptomoedas tiveram uma semana decisiva. Depois de cinco quedas consecutivas acumuladas, o preço do Bitcoin poderia abrir espaço para quedas mais bruscas. Contudo, uma recuperação desde quarta-feira fez os investidores respirarem aliviados com o investimento. Com isso, o ativo fecha a semana em uma valorização de mais de 3%.

Apesar disso, o resultado está bem longe de ser o desejado pelos investidores. Isso porque no ano a moeda já caiu mais de 57%, transformando valores relevantes em pequenas quantias. Apesar disso, especialista veem uma boa hora para compra.

Bitcoin subiu, mas não convenceu

O mercado de criptomoedas gerou estragos fortes nas carteiras de investimentos ao redor do mundo. Com uma queda acentuada no mês passado, as moedas perderam mais da metade de seu valor de mercado. Dessa forma, uma retomada leve dos preços é normal e até esperado pelos investidores. Por isso, a alta do Bitcoin dessa semana não agrada.

Na verdade, é preciso que a moeda suba muito para reparar os danos feitos pela queda. Atualmente em US$21 mil, a moeda começou o ano em patamares acima de US$45 mil. Dessa forma, nem mesmo a alta do dólar foi capaz de diminuir as perdas para os investidores brasileiros. Contudo, agora a situação é outra.

Enquanto no mês passado a expectativa era de quedas ainda maiores, agora o clima é de espera. Isso porque os investidores em Bitcoin esperam notícias sobre o rumo das taxas de juros nos Estados Unidos e na Europa. Apesar disso, o consenso é de que o FED deve aumentar os juros nas próximas semanas, mas gestores não descartam altas maiores que 0,5 pontos percentuais. Na última reunião, o FED aumentou os juros em 0,75 pontos percentuais, a maior alta em décadas.

Além disso, o cenário macroeconômico é ruim. Ontem, a China reportou um crescimento de 0,4% no segundo trimestre do ano, abaixo das expectativas de 1%. Com isso, o mercado acredita que a desaceleração econômica está no início.

O bitcoin é considerado seguro pois é protegido por meio da criptografia - Reprodução AdobeStock
Reprodução AdobeStock

Vale a pena comprar criptomoedas ainda?

Mesmo com a queda, que fez surgirem temores de que o Bitcoin “morreu”, as recomendações para as criptomoedas ainda são positivas. Isso porque elas não ficam nos preços atuais desde 2020, o que faz com que elas tenham um alto potencial de retomada. Com isso, pode ser uma excelente hora para ir às compras, mas com ressalvas.

Isso porque não é recomendável expor uma grande parte dos seus investimentos a esse mercado. Dessa forma, especialistas sugerem uma carteira de investimentos balanceada, com no máximo 5% investidos em Bitcoin e outras criptomoedas. Qualquer percentual acima disso pode trazer riscos desnecessários ao investidor.

Por isso, a sugestão é ir às compras com cautela, aportando valores baixos no Bitcoin. Isso porque, do outro lado, a renda fixa está com taxas atraentes e os valores para começar nela são baixos. Por isso, hoje vale bastante a pena pesquisas esses produtos e focar majoritariamente neles.

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.