Auxílio Emergencial pode ser PRORROGADO até novembro; saiba detalhes

Confira as últimas novidades do auxílio emergencial.

0

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, em entrevista ao jornal O GLOBO, informa que uma nova prorrogação do benefício pode acontecer.

Entenda a proposta de prorrogação

O Ministro Paulo Guedes não descarta a possibilidade de prorrogação do auxílio emergencial. O programa atual prevê repasses até julho, mas o ministro defende que vá além das quatro parcelas que já estão previstas.

Na entrevista concedida, Guedes declarou: “Isso pode acontecer (em relação à prorrogação da nova rodada do auxílio emergencial). Tem recursos já separados para isso. O que a gente não sabe é que quando ele acabar, ele tem que aterrissar no Bolsa Família mais robusto e permanente. Tem que ser bem financiado”.

Congresso pressiona por decisão

Sem a reformulação proposta pelo Governo Federal para o Programa Bolsa Família (PBF), os deputados e senadores fazem pressão ao presidente Bolsonaro para estender o prazo do auxílio emergencial. Até o momento o benefício está previsto para término em julho, e pode ser prorrogado com outro nome.

Assim sendo, caso o aumento do Bolsa Família não seja proposto até lá pela equipe do Ministro da Economia, Paulo Guedes, o Congresso irá se mobilizar para defender publicamente a prorrogação do auxílio até novembro.

O Bolsa Família fica na faixa média de R$ 190 por mês. O presidente chegou a mencionar um possível aumento do programa para R$ 250 a partir de agosto. Já o benefício criado durante a pandemia varia entre R$ 150 e R$ 375, e o valor recebido depende da composição familiar.

Corrigido pela inflação, o programa deveria estar no patamar de R$ 215. O reajuste, no entanto, não foi aprovado devido a impasses no Congresso Nacional.

Nova data de saque

A Caixa Econômica Federal anuncia nesta terça (4) para aqueles nascidos em março, a liberação do saque do benefício fora do programa Bolsa Família, ou seja, para aqueles que fizeram o cadastro via aplicativo ou site, ou através do Cadastro Único.

Os beneficiários que recebem o Programa Bolsa Família possuem uma programação de acordo com o dígito final do Número de Identificação Social (NIS), sendo que o pagamento e respectivo saque do ciclo 1 foi realizado no dia 30 de abril.

Segunda parcela

O segundo ciclo de pagamentos do benefício tem previsão de início em 16 de maio para os aniversariantes de janeiro. Para os contemplados pelo Programa Bolsa Família, a data será 18 de maio, iniciando por aqueles que possuem o Número de Identificação Social com dígito final 1.

Confira ainda: FGTS: Já existe data para o saque emergencial em 2021? Veja!

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.