Auxílio Emergencial: Haverá nova prorrogação depois de outubro? Veja aqui

Confira as últimas novidades sobre o auxílio emergencial

0

Na segunda-feira (12), o Ministro da Cidadania, João Roma, participou do jornal A Voz do Brasil e falou sobre a extensão do auxílio emergencial 2021. Quando questionado se todos os beneficiários que vêm recebendo o auxílio estarão incluídos para os créditos das novas parcelas, o ministro afirmou que sim, e que as mesmas serão pagas em agosto, setembro e outubro a todos os beneficiários que cumprem os requisitos estabelecidos na Medida Provisória 1.039/2021.

Haverá nova prorrogação do auxílio emergencial neste ano?

João Roma informou que os trabalhos estão sendo realizados para a entrega de um novo programa social para ter início em novembro deste ano, logo após o pagamento desta última parcela da extensão do auxílio emergencial.

Desta forma, o governo pretende transformar os programas de transferência de renda em um programa social mais robusto, com várias ações integradas. Será, portanto, uma política pública que abrirá caminho para a autonomia e emancipação do cidadão.

Além disso, quando questionado se o programa se trata de um novo Bolsa Família, o ministro afirmou que vai além do Bolsa, porque integra outras ações sociais do governo federal, com programas como os de aquisição de alimentos, programas de capacitação, empreendedorismo, microcrédito.

Assim, de acordo com o ministro, o que o governo pretende oferecer ao cidadão é ir além de uma teia de proteção da situação de vulnerabilidade, mas também oferecer todas as ferramentas para que ele possa alcançar melhor condição e qualidade de vida para si e para a sua família.

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, também falou a respeito do fim do auxílio: “Com esses três meses adicionais, serão sete meses de proteção aos brasileiros mais vulneráveis. Isso vai dar essa proteção enquanto atingimos a vacinação em massa da população brasileira. O ministro (da Saúde, Marcelo) Queiroga prevê que em mais três meses vem o controle epidemiológico. O auxílio emergencial vai até lá, e aí então aterrissamos no Bolsa Família”.

Sendo assim, não são planejadas novas parcelas para o auxílio após esta extensão. Contudo, caso existam intercorrências no calendário de vacinação do país, a medida pode ser analisada.

Fraudes do auxílio emergencial

Ainda na entrevista concedida ao jornal A Voz do Brasil, João Roma informou que o trabalho para combater as fraudes do auxílio envolve a ação conjunta de vários órgãos: Ministério da Cidadania, Polícia Federal, Caixa Econômica Federal, Ministério Público Federal, Receita Federal, Controladoria Geral da União e Tribunal de Contas da União.

Segundo o ministro, esse trabalho integrado é essencial para combater com eficiência os criminosos que tentam fraudar o pagamento do auxílio emergencial. E ainda, informou que o Ministério da Cidadania oferece um serviço para receber denúncias através de formulário eletrônico da ouvidoria e com atendimento telefônico pela Central 121.

Leia ainda: Prova de Vida: Idoso a partir de 80 anos pode realizar o procedimento em casa; veja como solicitar

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.