Auxílio Emergencial é liberado para mais de 100 mil mães solteiras nesta sexta-feira

As mães solo receberão todas as parcelas retroativas

0

O auxílio emergencial 2021 está liberado para mais 110 mil mães solteiras, chefes de família. Assim, na sexta-feira (6), estas mães solo receberão todas as parcelas de R$ 375 a que têm direito, em uma única transferência nas contas sociais digitais.

Auxílio Emergencial é liberado para mais de 100 mil mães solteiras nesta sexta-feira
Auxílio Emergencial é liberado para mais de 100 mil mães solteiras nesta sexta-feira

Auxílio emergencial para mães solteiras

Essa liberação de pagamentos acontece em razão de um reprocessamento de cadastros. Uma nova análise de dados confirmou a elegibilidade ao benefício a partir das informações mais recentes disponíveis nas bases governamentais.

O repasse para esse grupo vai movimentar o montante de mais de R$ 82 milhões de investimento do Governo Federal.

O pagamento será realizado na sexta-feira (6), por meio de uma transferência para as respectivas contas sociais digitais. Já para as mulheres que fazem parte do Bolsa Família, os pagamentos serão realizados dentro do calendário regular do programa.

Ministro antecipou a liberação do auxílio

No dia 28 de julho, por meio de suas redes sociais, o ministro da Cidadania, João Roma, havia anunciado que ocorreria o reprocessamento e liberação dos pagamentos do auxílio emergencial para mães solteiras:

“Desde o início da pandemia, o Ministério da Cidadania trabalha no combate a fraudes, garantindo que o pagamento do benefício do governo federal chegue com segurança aos cidadãos que mais precisam. Processo de análise interna levou à suspensão de mais de 600 mil benefícios para avaliação de inconformidades. Entre esses casos, estão 136 mil mães solo, das quais 109 mil já foram desbloqueadas. E elas poderão conferir as informações sobre o desbloqueio entre os dias 3 e 4 de agosto”.

Novas liberações de auxílio para mães solteiras

Nessa mesma publicação das redes sociais, Roma informou que ainda existem cerca de 27 mil cadastros de mães solo suspensos, que seriam avaliados e contemplados no próximo ciclo de pagamento do auxílio emergencial.

Leia também: Auxílio Brasil: Bolsonaro anuncia novo programa social na posse de novo ministro

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.