Auxílio emergencial 2021 ainda pode ser cancelado; saiba como evitar

Mesmo com o resultado negativo, os participantes podem solicitar a contestação

0

A aprovação no auxílio emergencial 2021 não garante o recebimento de todas as parcelas. Isso porque, a cada mês de pagamento, o Governo Federal, por meio da Dataprev, analisa os dados dos participantes com o objetivo de mapear quem ainda atende aos critérios de participação.

Tendo isso em vista, o auxílio será pago até outubro e até lá, alguns beneficiários podem ter o beneficio cancelado caso não atendam às regras. Confira, portanto, como evitar perder o acesso ao programa.

Auxílio emergencial 2021 ainda pode ser cancelado; saiba como evitar
Auxílio emergencial 2021 ainda pode ser cancelado; saiba como evitar – Imagem: Divulgação mareonline

Como evitar ter o auxílio emergencial 2021 cancelado

Até a 7ª parcela, os cadastros dos participantes do auxílio emergencial 2021 serão reavaliados pela Dataprev. A empresa é responsável pelo cruzamento de dados e repasse de informações ao Ministério da Cidadania de quem atende e não atende aos critérios do programa.

Assim sendo, terão o benefício cancelado quem:

  • foi contratado com carteira assinada após a liberação do auxílio;
  • cidadãos que recebem o seguro-desemprego, benefícios previdenciários ou repasses assistenciais do governo;
  • morte do beneficiário;
  • recebimento de pensão;
  • prisão do beneficiário;
  • militares ou requerentes de classe média.

No entanto, quem não se encaixar em nenhuma dessas opções e mesmo assim tiver o auxílio emergencial 2021 cancelado pode contestar a decisão. Com a análise cadastral feita todos os meses, a Dataprev libera um período em que os participantes podem solicitar uma nova análise, caso o resultado seja negativo; ou seja, a parcela foi bloqueada.

Caso o beneficiário tenha o auxílio emergencial cancelado, pode recorrer da decisão pelo site da Dataprev e aplicativo da Caixa ou pelo telefone 121.

Como contestar o auxílio

Se você teve o benefício bloqueado por algum dos motivos que cabem contestação, deve regularizar a situação e depois solicitar a contestação.

A contestação é feita por meio do site do Dataprev. Ao acessar, deve-se fornecer as informações solicitadas (nome completo, CPF, nome completo da mãe ou mãe desconhecida e data de nascimento) e selecionar a opção “Solicitar contestação”. Depois, é só seguir o procedimento com o sistema.

Ademais, só pode contestar o auxílio quem está recebendo a nova rodada paga em 2021, desde abril desse ano. Caso a opção não esteja disponível, o indivíduo não pode entrar com recurso e assim, não poderá receber o benefício. Confira aqui os motivos que não podem ser contestados.

Veja ainda: Inscrições do auxílio emergencial do ciclo junino foram PRORROGADAS; confira

Acompanhe as notícias do Brasil123, clique aqui.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.