Alívio global faz índices europeus fecharem no melhor pregão do ano

Variante ômicron não parece tão perigosa como pensado anteriormente e isso reduz temor global com a Covid-19

0

As preocupações trazidas pela nova variante da Covid-19, a ômicron, fizeram as bolsas de valores de todo o planeta afundarem no final de novembro. No entanto, notícias menos negativas em torno da cepa impulsionaram os índices europeus no pregão desta terça-feira (7).

Em resumo, a sessão foi a melhor do ano para as bolsas da Europa. Na verdade, todo o temor trazido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que declarou a ômicron como uma variante de preocupação e afirmou que a cepa representava um “risco global muito alto”, praticamente desapareceu.

A saber, as preocupações perderam força, porque dados iniciais sobre pessoas infectadas com a variante ômicron sugerem que a cepa até escapa das vacinas, mas não provoca casos graves. Em outras palavras, a variante poderia até trazer a imunidade de rebanho, visto que é muito transmissível, mas pouco letal.

Todo esse otimismo se refletiu não só nos índices europeus, mas nas bolsas de valores de todo o mundo. O nervosismo visto na semana passada deu lugar à coragem dos investidores, que buscaram ativos de risco nesta terça.

Índices europeus disparam no dia

Com estas notícias sobre a variante ômicron, as bolsas europeias dispararam mais do que o fizeram em qualquer outro pregão de 2021. A propósito, o índice pan-europeu Stoxx Europe 600 saltou 2,45%, em sua melhor sessão deste ano. Assim, chegou aos 480,18 pontos.

Vale destacar que este é o índice de bolsas da Europa e engloba 600 empresas de 18 países do continente, de pequeno, médio e grande porte. Aliás, o Stoxx representa certa de 90% das empresas europeias que estão listadas em bolsas de valores.

Na sessão, os outros índices também registraram grandes ganhos. Os maiores deles foram os do CAC-40, em Paris (2,91%), do índice DAX, em Frankfurt (2,82%) e do Ftse/Mib, em Milão (2,41%). Também subiram no dia os índices FTSE 100, em Londres (1,49%), e o Ibex-35, em Madri (1,42%).

Leia Mais: Ibovespa sobe pelo quarto pregão consecutivo com otimismo externo

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.