Adicional noturno: como funciona?

0

Trabalhar à noite pode ser uma excelente dica para quem quer ganhar mais no mês. Isso porque trabalhadores que exercem suas atividades após o pôr-do-sol ganham o adicional noturno, que é um pagamento a mais para o trabalhador. Contudo, muitas pessoas não sabem como calcular suas horas trabalhadas.

Por isso, hoje vamos falar sobre o adicional noturno: quem tem direito, como calcular e as faixas de horário que ele incide. Vale lembrar que o benefício é estipulado por lei, mas vale apenas para quem trabalha com carteira assinada.

O que é o adicional noturno?

Trabalhar à noite pode parecer estranho para alguns cidadãos. Contudo, para outros é a solução, principalmente para quem estuda, precisa fazer estágio ou quer ganhar mais. De qualquer forma, todos os trabalhadores de carteira assinada têm direito ao adicional noturno, que é um pagamento a mais por exercer atividades remuneradas à noite.

Contudo, a medida não vale para quem é contratado na modalidade PJ. Isso porque o benefício faz parte das leis trabalhista. Dessa forma, enquanto uns usam a noite para descansar ou estudar, outros usam o turno para trabalhar e pagar as contas. Além disso, o adicional noturno também vale para quem trabalha por escala e não tenha um horário fixo de trabalho. Horas extras também entram nesse cálculo.

Porém, o adicional noturno varia de acordo com a modalidade de trabalho. Dessa forma, nas grandes metrópoles ganha o adicional quem trabalha a partir das 22h de um dia às 5h do dia seguinte. Por outro lado, em zonas rurais e de agricultura o benefício começa a partir das 21h. Quem trabalha na pecuária ganha a partir das 20h.

adicional noturno
Foto: Reprodução

Como é calculado o benefício?

Para entender o benefício, é preciso entender o quanto você ganhará a mais se trabalhar a partir desse horário. Por lei, o trabalhador ganha 20% a mais para cada hora trabalhada no adicional noturno. Dessa forma, toda hora trabalhada a partir das 22h (trabalhadores urbanos) equivale a 52 minutos e 30 segundos.

Em outras palavras, a sua hora custará 20% a mais para o empregador. Digamos que um trabalhador ganha R$50,00 por hora para trabalhar à noite. Se ele tiver carteira assinada e trabalhar após as 22h, ele ganha os R$50,00 mais os 20% da hora trabalhada. Nesse caso, cada hora de trabalho valerá R$60,00. E por mais que pareça pouco, no fim do mês esse valor faz bastante diferença. Isso porque se esse trabalhador ganhar uma hora a mais no dia com adicional noturno, no fim do mês ele ganhará entre R$240,00 e R$300,00 a mais no mês. O valor pode ser usado para colocar as contas em dia ou até mesmo para renegociar as dívidas.

Por conta disso, sempre que você tiver a possibilidade, busque trabalhar à noite. O adicional noturno pode ser uma excelente fonte de renda extra, principalmente para quem precisa ganhar mais para manter o custo de vida. Vale lembrar que quanto maior o seu salário, mais o seu adicional. Por isso, também busque atividades que paguem mais.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.