Promotor diz ter convicção sobre quem matou a menina Madeleine, mas não tem provas de como a morte ocorreu

Madeleine desapareceu em maio de 2007, quando tinha apenas três anos. Ela estava em um hotel na Praia da Luz, no sul de Portugal

0

Hans Christian Wolters, um promotor de Justiça da Alemanha, afirmou que sabe quem matou a menina Madeleine McCann, que está desaparecida desde 2007. De acordo com ele, a garota foi morta por Christian Brückner. O problema, afirmou ele em entrevista ao jornal “Mirror“, é que não há informações sobre como a vítima teria morrido.

“Estamos confiantes de que temos o homem que a levou e a matou. Agora é possível que possamos acusá-lo. Temos essa evidência agora”, informou ele, que ainda diz que as investigações deverão terminar no ano que vem.

Ainda de acordo com ele, o objetivo da Justiça é acusar Christian Brückner com a maior quantidade possível de provas. Neste sentido, os investigadores alemães estão aproveitando o fato de o suspeito já estar preso por crimes sexuais para responder as dúvidas que ainda existem no caso.

“Não estou dizendo que o que temos é insuficiente agora. Mas ele está na prisão, então não temos essa pressão sobre nós”, disse o promotor, que explica que as investigações não encontraram detalhes sobre como Madeleine teria morrido ou provas como DNA ou fotos que liguem o suspeito ao suposto assassinato.

No entanto, mesmo assim, o promotor acredita que existam outros elementos que ligam o suspeito ao crime. “Não temos corpo nem DNA, mas temos outras evidências. Com base nas evidências que temos, não há nenhuma outra conclusão”, apontou Hans Wolters.

“Não posso dizer com base em que presumimos que ela está morta. Mas para nós, não há outra possibilidade. Não há esperança de que ela esteja viva”, disse, que também conta que, dentre as provas que foram colhidas, existe a confissão do acusado, que teria dito que estava no hotel onde Madeleine foi vista pela última vez. “É uma prova circunstancial – não temos nenhuma evidência científica”, confessou o promotor.

 

Relembre o caso Madeleine McCann

Madeleine desapareceu em maio de 2007, quando tinha apenas três anos. Ela estava em um hotel na Praia da Luz, no sul de Portugal. Assim como publicou o Brasil123, em dezembro do ano passado, as investigações apontaram que a menina esteja morta e que Christian Brückner tenha disso o assassino da garota.

Hoje, ele se encontra preso por ter estuprado uma idosa norte-americana de 72 anos em 2005. O crime aconteceu no mesmo local em que Madeleine desapareceu. Todavia, mesmo assim, o suspeito nega ter tido envolvimento no desaparecimento da menina. Ele se recusa a falar sobre o caso com a polícia e os promotores.

Leia também: Ex-guarda de campo nazista é levado à justiça aos 100 anos

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.