Lula e Alckmin fazem reunião com partidos para definir como o PT ampliará seu palanque

A cúpula do PT quer tirar do petista o rótulo de “esquerdista”, transformando-o em um candidato de centro.

0

Aconteceu nesta segunda-feira (23) uma reunião entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador Geraldo Alckmin (PSD). O intuito do encontro, informou o jornalista Gerson Camarote, da “TV Globo”, foi estabelecer, juntamente com as legendas que fazem parte da aliança, qual será o palanque da campanha presidencial.

De acordo com o comunicador, o encontro aconteceu em São Paulo visando definir qual será o papel do Conselho Político da campanha eleitoral e também as prioridades da corrida presidencial, além de debater soluções para os palanques regionais.

Conforme Gerson Camarote, a estratégia da campanha que visa eleger Lula à presidência está sendo definida com o intuito de tirar do petista o rótulo de “esquerdista”, transformando-o em um candidato de centro.

Para os integrantes da campanha de Lula, ao perder o carimbo de candidato da esquerda, o petista vai atrair o eleitorado moderado, que está afastado do ex-chefe do Executivo, mas, em contrapartida, rejeita votar no atual presidente Jair Bolsonaro (PL). Nesse sentido, a estratégia vai ser colocar em prática duas táticas:

De acordo com Gerson Camarote pela manhã, houve uma apresentação do cientista político Marcos Coimbra, que mostrou aos integrantes do encontro, que contou com a presença de representantes e presidentes dos partidos: Solidariedade, PV, PC do B, Rede Sustentabilidade e PSOL, o cenário atual da política brasileira.

Depois disso, aconteceu “um debate da conjuntura e dos rumos da campanha, com o desafio de se abordar o papel do Conselho Político dentro desse contexto”. Segundo Gerson Camarote, também foi feito um debate para fornecer subsídios para uma futura proposta de composição do conselho.

O comunicador explicou ainda que, na parte da tarde, foram definidos os eixos principais da campanha: Plano de governo, Comunicação, Agenda, Mobilização e Finanças. “A síntese do encontro deverá ser incorporada na primeira reunião que cada área da campanha realizar, já com a participação dos representantes dos partidos”, explicou o jornalista, completando que, até o momento, ainda não foram revelados mais detalhes sobre o encontro.

Leia também: Bolsonaro beneficia discurso de Lula ao radicalizar, avalia PT

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.