Instituto Federal de Brasília abre inscrições para vestibular com notas do Enem

Candidatos podem usar nota de uma das cinco últimas edições do exame.

0

O Instituto Federal de Brasília (IFB), deu início, na última segunda-feira (10), às inscrições para o vestibular 2022.1 para candidatos que desejam utilizar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como meio de acesso aos cursos técnicos e superiores da instituição.

No momento de se inscrever, o candidato poderá escolher utilizar as notas do Enem 2017, 2018, 2019, 2020 ou 2021. Para isso, é necessário apenas que o candidato tenha realizado a prova do ano escolhido e utilize o seu número de inscrição do ano correspondente.

As inscrições são gratuitas e seguem até o dia 12 de fevereiro, realizadas exclusivamente na página de processo seletivo da instituição ou clicando aqui. É fundamental consultar o edital completo do vestibular, antes de realizar a sua inscrição.

O resultado final dos aprovados está previsto para ser divulgado no dia 04 de março e o período de matrículas deverá acontecer entre os dias 7 e 9 do mesmo mês, conforme anunciado pelo IFB.

Sobre as vagas

Para este processo seletivo, o IFB abriu 270 vagas, sendo 140 para o curso de Tecnologia em Gestão Pública, 60 para Tecnologia em Sistemas para Internet, 40 para Tecnologia em Eventos e 30 para Licenciatura em Dança. Todas as vagas são para o Campus Brasília.

Ao todo, o IFB possui 10 campi e uma lista variada de cursos. Para os alunos interessados em outros cursos e campi não incluídos neste vestibular, as oportunidades serão abertas para ingresso por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) — previsto para iniciar no mês de fevereiro.

Institutos Federais

Os institutos federais são entidades de ensino médio, técnico e superior público com unidades espalhadas por todo o país. A proposta dos institutos é oferecer educação profissional e tecnológica gratuita e de qualidade para jovens e adultos.

Em geral, as unidades possuem uma boa estrutura física, com salas, laboratórios e equipamentos modernos, variando conforme as necessidades dos cursos oferecidos por cada campus.

Além disso, para os estudantes do ensino médio integrado ao curso técnico, é comum que as aulas sigam o modelo semi integral ou mesmo totalmente integral — isto é, com aulas tanto nos períodos noturnos quanto vespertinos.

Também pode haver a oferta de auxílios financeiros, como a bolsa permanência, disponibilizada em diferentes categorias e valores a partir de critérios socioeconômicos aplicados ao aluno.

5/5 - (1 vote)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.