Imposto de Renda: prazo acaba AMANHÃ (31); envie declaração e evite multa

Contribuinte que não entregar documento no prazo paga multa no valor mínimo de R$ 165,74, podendo chegar a 20% do imposto devido

0

O prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda 2022 acaba amanhã (31) e muita gente ainda não enviou o documento. Diversos contribuintes têm dúvidas sobre o preenchimento da declaração e acabam postergando o envio. No entanto, especialistas afirmam que o mais indicado é entregar o documento, mesmo se estiver incorreto.

Na verdade, o cidadão precisa ter em mente que o não cumprimento do prazo estipulado pela Receita Federal resultará em multa. Por isso, as pessoas devem enviar a declaração até esta terça-feira e, posteriormente, podem fazer correções necessárias.

A saber, as pessoas que não declaram o Imposto de Renda dentro do prazo estão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74. Esse valor se refere aos contribuintes que não tenham imposto a pagar.

Caso a pessoa ainda precise pagar algum imposto à Receita Federal, o valor da multa será de 1% ao mês do valor do imposto. Aliás, os juros começam a ser contados a partir do encerramento do prazo de entrega, e a taxa pode chegar a 20% do valor do imposto.

Você também pode gostar: Imposto de Renda: saiba se caiu na malha fina e como regularizar situação

Saiba mais sobre a entrega da declaração no prazo

Em resumo, os contribuintes que enviarem a declaração do Imposto de Renda no prazo podem fazer alterações sem penalização. Além disso, o cidadão só precisará escolher a opção “Declaração Retificadora” para reenviar os dados corretos, na ficha de Identificação do Contribuinte.

Embora o contribuinte possa reenviar os dados, ele não poderá alterar o modelo de declaração (simples ou completa) depois do final do prazo. Em suma, o modelo completo é indicado para pessoas que tenham deduções a incluir, como dependentes e gastos com saúde. Já o modelo simples é mais vantajoso para quem não tem essas deduções.

Seja como for, o contribuinte que enviar a declaração no prazo poderá fazer quantas alterações julgar necessário. E tudo isso sem precisar pagar multa.

Por fim, vale destacar que o cidadão que tiver restituição a receber também terá que pagar multa, caso não envie a declaração no prazo. Para piorar, o CPF pode ficar irregular, impedindo contratação de financiamentos e empréstimos.

Leia Também: Saiba qual é a moeda de R$ 1 que pode valer até R$ 8 mil

3/5 - (2 votes)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.