Imposto de Renda: saiba se caiu na malha fina e como regularizar situação

Receita Federal notifica contribuinte que tem declaração retida, mas apresentação para prestação de contas pode ocorrer antes da notificação

0

Os contribuintes do país têm apenas mais um dia para enviar a declaração do Imposto de Renda 2022 à Receita Federal. Caso não entregue o documento no período, a pessoa pagará multa de R$ 165,74. Aliás, o valor pode chegar até 20% do valor do imposto, caso haja algum tributo a pagar à Receita Federal.

No entanto, mesmo entregando a declaração, os contribuintes ainda podem ter problema. Em resumo, quando há a constatação de algum tipo de inconsistência ou incompatibilidade de dados, os cidadãos caem na malha fina do IR. Além disso, casos de suspeita de fraude também fazem as declarações das pessoas ficarem retidas.

A saber, quase 870 mil declarações caíram na malha fina em 2021, ou 2,4% do total de documentos enviados à Receita dentro do prazo. Inclusive, mais de 75% desses contribuintes que estavam com o documento retido tinham restituição a receber. Contudo, o cidadão só pode receber o valor da restituição após regularizar sua situação com o fisco.

Você também pode gostar: Saiba o que acontece com quem não envia a declaração do Imposto de Renda

Veja o que mais fez a Receita Federal reter as declarações em 2021

De acordo com a Receita Federal, os principais motivos que provocaram a retenção da declaração do Imposto de Renda em 2021 foram:

  • Omissão de rendimentos (de titulares e dependentes declarados) – 41%;
  • Deduções da base de cálculo (com destaque para despesas médicas) – 30,9%;
  • Divergências entre o valor declarado e o que consta em Dirf – 20,0%;
  • Outros motivos – 7,7%.

Após a Receita reter a declaração, o órgão notifica o contribuinte para esclarecimentos de inconsistências nos dados. Com isso, o cidadão pode ir ao fisco para regularizar a situação e, caso tenha restituição a receber, aguardar os lotes definidos pela Receita.

Saiba se você caiu na malha fina

No entanto, os contribuintes que tiverem interesse em saber se caíram na malha fina, antes mesmo da notificação da Receita Federal, podem fazer a consulta pela internet. Aliás, após 24 horas do envio da declaração, o contribuinte já pode saber se caiu ou não na malha fina.

Para fazer a consulta, o cidadão só precisa digitar o CPF e a data de nascimento. Para isso, há três meios para realizar a consulta:

Vale destacar que o acesso ao e-CAC ocorre através do extrato do imposto de renda. Em suma, o contribuinte precisa apresentar o código de acesso gerado na página da Receita Federal. Outra opção é utilizar certificado digital emitido por autoridade habilitada.

Regularize sua situação

Seja como for, o contribuinte que estiver na malha fina pode acessar o e-CAC e antecipar a sua apresentação à Receita, agendando atendimento em um dos postos do órgão.

Além disso, o cidadão com a declaração retida pode anexar os documentos exigidos pela Receita. Em síntese, isso também deve ser feito no e-CAC através de um processo eletrônico.

Por fim, o contribuinte precisa ter em mente que ambos os processos podem demorar bastante. Por isso, o mais indicado é ter atenção ao preencher a declaração e evitar cair na malha fina.

Leia Também: Empresa que produz carne à base de planta tem Anitta como nova sócia

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.