Faltas justificadas no trabalho: Você sabe o que diz a lei? Conheça aqui

Confira o artigo da CLT que determina as condições para as faltas justificadas

0

As faltas justificadas no trabalho são abordadas no artigo 473 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Tratam-se das situações em que o trabalhador pode se ausentar do trabalho e não ter desconto em sua remuneração.

De acordo com o texto, “o empregado poderá deixar de comparecer ao serviço sem prejuízo do salário” e determina os motivos permitidos para as faltas, bem como o número de dias permitidos em cada situação.

Vamos acompanhar o que diz a lei.

Faltas justificadas no trabalho
Faltas justificadas no trabalho: O que diz a Lei?

CLT: Artigo 473

Veja o conteúdo do artigo 473 da CLT envolvendo os casos de falecimento de familiar:

Art. 473 – O empregado poderá deixar de comparecer ao serviço sem prejuízo do salário: (Redação dada pelo Decreto-lei nº 229, de 28.2.1967)

I – até 2 (dois) dias consecutivos, em caso de falecimento do cônjuge, ascendente, descendente, irmão ou pessoa que, declarada em sua carteira de trabalho e previdência social, viva sob sua dependência econômica.

São considerados familiares ascendentes: pai, mãe, avôs, avós, bisavós, bisavôs; Familiares descendentes: filhos (as), netos(as), bisnetos(as).

Para funcionários públicos, até oito dias podem ser justificados e engloba mais categorias familiares. Para professores ainda é possível o período de nove dias de afastamento justificado.

Acompanhe os principais motivos para as faltas justificadas:

Licença nojo

Esta é a licença que confere a possibilidade de faltar ao trabalho por motivo de falecimento do familiar. O nome da licença pode causar estranheza, mas o nome licença nojo tem origem de Portugal, onde “nojo” quer dizer “luto”. Esse é o motivo pelo qual o direto é mais conhecido por licença luto.

Licença casamento

A licença casamento ou licença gala pode ser tirada pelo trabalhador que acaba de se casar. São três dias consecutivos de licença remunerada, que começa a contar a partir do primeiro dia útil após o casamento.

Nascimento de filho

O terceiro inciso do artigo 473 da CLT indica que falta remunerada “por um dia, em caso de nascimento de filho no decorrer da primeira semana”. No entanto, a Constituição Federal define o prazo de cinco dias para a licença paternidade. Esse período pode ser de até 20 dias caso a empresa faça parte do programa Empresa Cidadã. Além disso, a constituição prevê o prazo de 120 dias para a licença-maternidade.

Acompanhar consulta médica de esposa grávida

O trabalhador tem a possibilidade de faltar por até dois dias para acompanhar sua esposa ou companheira grávida durante consultas médicas e exames a serem realizados.

Acompanhar consulta médica de filho

Além disso, também é permitido que o trabalhador formal falte um dia por ano para acompanhar o filho de até seis anos de idade em consulta médica.

Doação de sangue

Outro motivo para se ausentar do trabalho é para doar sangue. A lei trabalhista permite a falta justificada de um dia em cada 12 meses de trabalho para doação voluntária de sangue, que precisa ser devidamente comprovada.

Comparecer a juízo

Outra falta justificada, é a situação em que o trabalhador tiver que comparecer a juízo. É possível faltar sem prejuízo ao salário pelo tempo que for necessário.

Alistamento eleitoral

O trabalhador pode faltar no seu serviço por motivo de alistamento eleitoral. São permitidas até duas faltas, sejam elas consecutivas ou não.

Serviço Militar

O empregado pode ter faltas justificadas durante o período em que precisar cumprir as exigências do Serviço Militar, como é o caso de se apresentar todos os anos para indicação de reservas ou cerimônia cívica do Dia do Reservista.

Vestibular

O artigo 473 da CLT também indica a possibilidade de faltar ao trabalho sem ter prejuízo ao salário nas situações em que o funcionário comprovar os dias que realizou provas de exame vestibular para ingresso no ensino superior.

Realização de exames preventivos de câncer

Por fim, outra possibilidade de falta justificada que o artigo 473 da CLT prevê é de até três dias a cada doze meses de trabalho. Isso é possível nas situações em que o funcionário comprovar a realização de exames preventivos de câncer.

Representante sindical

Os trabalhadores que são representantes de entidade sindical podem ter faltas justificadas pelo tempo que for necessário nas ocasiões em que estiverem “participando de reunião oficial de organismo internacional do qual o Brasil seja membro”, é o que diz o inciso IX do artigo 473 da CLT.

Como a falta deve ser justificada?

Para conseguir justificar uma ou mais faltas e não ter desconto na remuneração, o trabalhador deve primeiro verificar se elas se encaixam em um dos motivos descritos no artigo 473 da CLT, ou ainda em outras leis e convenções coletivas de trabalho.

O trabalhador precisa então apresentar um documento que comprove a situação da falta ao empregador ou ao setor de Recursos Humanos de sua empresa e explicar a situação.

Confira ainda: Bolsa Família terá o valor de R$ 300 de acordo com o presidente Jair Bolsonaro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.