China reduz importações da soja brasileira para cumprir acordo com EUA

Importações chinesas da soja dos Estados Unidos faz parte de um acordo comercial entre os dois países e enfraquecem compras da soja do Brasil

0

A China reduziu suas importações da soja brasileira em 2021. A saber, o país asiático comprou 58,15 milhões de toneladas da oleaginosa do Brasil no ano passado. Esse volume corresponde a uma queda de 9,5% na comparação com 2020, quando a China importou 64,28 milhões de toneladas da soja brasileira.

Por outro lado, as compras chinesas da soja dos Estados Unidos saltaram 25% em relação a 2020. Em suma, os embarques da maior economia mundial para a China passaram de 25,89 milhões de toneladas para 32,3 milhões de toneladas entre 2020 e 2021.

Esses dados são resultado de um acordo comercial entre as duas maiores economias do planeta. Isso porque a China concordou em aumentar as suas importações de todos os produtos agrícolas dos EUA em 2021 no valor de US$ 19,5 bilhões. Aliás, esse aumento tinha como base as importações registradas em 2017, cujo valor atingiu US$ 24 bilhões.

Nesse cenário o aumento das importações chinesas dos produtos norte-americanos resultou na queda das compras da soja brasileira.

Veja mais detalhes das importações da China em 2021

No ano passado, a China acabou postergando as importações da soja brasileira nos primeiros meses devido ao clima desfavorável do Brasil. Dessa forma, as exportações dos EUA para o país asiático dispararam 133% na comparação com o mesmo período de 2020.

A saber, o volume da soja americana comprada pela China no primeiro semestre passou de 9,24 milhões de toneladas em 2020 para 21,57 milhões de toneladas em 2021. Por outro lado, os embarques da oleaginosa brasileira para o país asiático despencaram 20%, de 32,55 milhões de toneladas para 26,13 milhões entre 2020 e 2021.

Vale destacar que nos primeiros meses de 2021, os processadores chineses aumentaram suas buscas por soja no mercado internacional. Em síntese, isso ocorreu para transformar o grão em farelo de soja e alimentar o rebanho suíno.

Por fim, as importações totais de soja da China alcançaram a marca de 96,52 milhões de toneladas em 2021. Esse valor ficou 3,8% menor que o registrado em 2020.

Leia Mais: C6 Bank lidera ranking de reclamações entre bancos no 4º trimestre

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.