AUXÍLIO BRASIL: Nova parcela de R$ 600 é ANTECIPADA; veja como consultar

Confira os detalhes da próxima rodada do programa social

0

Originalmente prevista para começar no dia 18 de agosto, a nova rodada do Auxílio Brasil com o valor mínimo de R$ 600 foi antecipada. Desse modo, os pagamentos terão início já na próxima semana, a partir do dia 9.

Portanto, para esse repasse foram duas novidades: o aumento no valor do programa social e a antecipação do crédito.

AUXÍLIO BRASIL: Nova parcela de R$ 600 é ANTECIPADA; veja como consultar
Auxílio Brasil – Foto: Shutterstock

Novo valor do Auxílio Brasil

É válido destacar que o repasse com o novo valor do Auxílio Brasil vai ocorrer apenas entre agosto e dezembro deste ano.

O acréscimo faz parte da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) e prevê gastos de R$ 41,2 bilhões em medidas de auxílio à população em vulnerabilidade social e a algumas categorias profissionais, tais como os caminhoneiros e taxistas.

O escalonamento do calendário segue mantido pelo dígito final do Número de Identificação Social (NIS):

  • NIS de final 1 – 9 de agosto;
  • NIS de final 2 – 10 de agosto;
  • NIS de final 3 – 11 de agosto;
  • NIS de final 4 – 12 de agosto;
  • NIS de final 5 – 15 de agosto;
  • NIS de final 6 – 16 de agosto;
  • NIS de final 7 – 17 de agosto;
  • NIS de final 8 – 18 de agosto;
  • NIS de final 9 – 19 de agosto;
  • NIS de final 0 – 22 de agosto.

Como consultar o benefício?

No aplicativo Auxílio Brasil, disponível para download gratuitamente para Android e iOS, é possível fazer o login utilizando a senha do Caixa Tem, e para quem não tiver, basta criar uma nova.

No aplicativo Caixa Tem também podem ser consultadas informações sobre o benefício, como saldo e o pagamento de parcelas.

Além disso, o beneficiário pode obter informações ligando na Central de Atendimento da Caixa Econômica Federal, pelo telefone 111.

Quem pode receber o Auxílio Brasil?

Na rodada de julho, foram 18,13 milhões de famílias atendidas pelo Auxílio Brasil, que tem 3 benefícios básicos e 6 complementares.

Têm direito ao benefício, os cidadãos que fazem parte de famílias em extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 105 por pessoa da família, em situação de pobreza, com renda per capita entre R$ 105,01 e R$ 210 por pessoa da família, ou em regra de emancipação, que é quando o beneficiário conquista um emprego formal, mas segue com direito de receber o benefício se a renda por pessoa da família for de até R$ 525.

Ainda mais, para receber o auxílio é preciso ter registro ativo e atualizado no Cadastro Único (CadÚnico).

Leia também: AUXÍLIO BRASIL: Governo estuda INCLUIR 2 MILHÕES de famílias no programa

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.