Ainda com cordão umbilical, bebê é encontrada debaixo de árvore em Goiânia

Quem encontrou a bebê foi uma mulher, moradora da região. Na madrugada desta terça-feira (20), a cidade onde a criança estava registrou 9ºC

0

Uma ocorrência triste foi registrada em Goiânia, capital de Goiás. Isso porque a Polícia Militar (PM) revelou que uma bebê recém-nascida, ainda com o cordão umbilical, foi encontrada debaixo de uma árvore na manhã desta terça-feira (20).

Segundo o tenente da Polícia Militar, Pablo Azedias, o bebê é uma menina, que foi encontrada sem roupas – no local, os agentes também encontraram a placenta.

Ainda conforme o tenente uma mulher, moradora da região, encontrou a criança por volta de 5h20 desta manhã e ligou para a corporação.

“Uma moça que a encontrou enquanto ia para o serviço, a pé. A gente foi lá, o bebê estava bem gelado, colocamos na viatura e ligamos o aquecedor”, relatou o tenente.

Quem encontrou a bebê foi uma mulher, moradora da região. Na madrugada desta terça-feira (20), a região onde a criança estava registrou 9ºC.
Quem encontrou a bebê foi uma mulher, moradora da região. Na madrugada desta terça-feira (20), a região onde a criança estava registrou 9ºC. (Foto: reprodução)

A criança passa por exames no Hospital Materno Infantil (HMI) para avaliar a condição de saúde e posterior encaminhamento ao Conselho Tutelar.

Em nota, o HMI informou que a bebê se encontra na unidade após ter sido levada ao local pelo Corpo de Bombeiros, que foi quem fez os primeiros socorros na recém-nascida.

“A criança mede 44 cm e pesa 2,240 kg”, informou a unidade, que ainda relatou que o bebê segue recebendo os cuidados necessários e passa bem.

“A recém-nascida passará por exames. Ainda não há previsão de alta. O Conselho Tutelar foi acionado para o acompanhamento do caso”, finaliza o comunicado.

Bebê foi deixada em meio ao frio

Assim como em grande parte do Brasil, Goiânia tem passado por um período de temperaturas baixas. Nesse sentido, de acordo com o Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas de Goiás (Cimehgo), a cidade registrou 9ºC nesta madrugada.

Para o tenente da Polícia Militar, caso a mulher não encontrasse a menina no local, muito provavelmente ela não resistiria muito tempo no frio. “Ela não aguentaria muitas horas com vida naquele frio. Estava com hipotermia já”, contou.

Por fim, o oficial ainda revelou que os investigadores solicitaram imagens de câmeras de segurança para tentar identificar a pessoa que abandonou a bebê.

Leia também: Justiça determina que Jairinho e Monique Medeiros permaneçam presos

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.