Trabalhadores se dividem sobre reabertura do comércio em Porto Alegre

No primeiro dia útil do novo governo, prefeito decidiu reabrir o comércio sem restrições. Trabalhadores e especialistas se dividem

0

A cidade de Porto Alegre, no Rio Grade do Sul, decidiu reabrir as atividades do comércio nesta segunda-feira (4). Com isso, bares, restaurantes, shoppings e o comércio de rua passam a funcionar sem restrições.

Muitos trabalhadores comemoram a decisão nas redes sociais. Isso porque essa reabertura significa que eles terão muito trabalho nesse mês de janeiro. Assim, a tendência é que eles tenham mais lucros e consequentemente mais empregos também.

Mas epidemiologistas estão no auge da preocupação por lá. Eles temem que essa reabertura sem restrições possa ter um efeito contrário. Assim, a pandemia pode acabar afetando ainda mais a capital do estado do Rio Grande do Sul.

O decreto da reabertura acontece justamente no primeiro dia útil da nova prefeitura da cidade. Em entrevista, o prefeito Sebastião Melo, do MDB, afirmou que essa medida visa proteger as vidas e os empregos dos trabalhadores da cidade.

Fato mesmo é que o Rio Grande do Sul ultrapassou a marca de 9 mil mortos pela pandemia do novo coronavírus. Neste momento, os especialistas já esperam por um boom de internações cerca de duas semanas após as festas de final de ano.

Olho em Porto Alegre

A capital gaúcha está neste momento na fase vermelha da contaminação de acordo com o Governo do Estado. Isso significa dizer que a cidade precisa adotar medidas restritivas para impedir a circulação do vírus pelas ruas da capital.

Mas essa fase não significa que a cidade tem a obrigação de fazer isso. É que cada prefeito tem a liberdade de adotar ou não essas medidas de acordo com a realidade de cada uma dessas cidades. Aparentemente, Porto Alegre optou pela reabertura dos serviços.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.