Saiba mais sobre os benefícios da curcumina

0

A curcumina é um composto encontrado principalmente na cúrcuma, planta que pertence a família do gengibre, conhecida também como açafrão-da-terra e possui efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes e anticarcinogênicos.

Benefícios da curcumina

Seus benefícios são diversos, principalmente em relação aos marcadores inflamatórios e doenças crônicas.

  • Diabetes tipo II: melhora a sensibilidade a insulina e reduz a glicemia em portadores de diabetes tipo II.
  • Artrites: diversos estudos tem mostrado que suplementação de curcumina reduz as dores e inflamações em portadores de artrite. Isso inclui tanto a artrite degenerativa (osteoartrite) quanto artrite inflamatória (artrite reumatóide, espondilite anquilosante).
  • Auxilia no processo de destoxificação do fígado.
  • Protege contra lesões hepáticas.
  • Melhora a cicatrização de feridas.
  • Por fim, possui poder anticâncer, incluindo gastrointestinal, geniturinário, de mama, de pulmão e neurológico.

Poder da curcumina em doenças autoimunes

A curcumina interage com inúmeros alvos moleculares inflamatórios. Por isso, sugere-se que reduza o estresse oxidativo, iniba vias inflamatórias, promova proteção mitocondrial e possua efeito antimitótico.

A inflamação é uma resposta adaptativa fisiológica, ou seja, uma resposta esperada, induzida por agentes agressores como infecções, lesões teciduais e anticorpos (doenças autoimunes – nosso corpo agredindo ele mesmo ). Diversos autores relacionam a curcumina com a prevenção de tumores na pele, cólon, pâncreas, mieloma múltiplo, cabeça e pescoço e doenças autoimunes, ou em processos inflamatórios presentes em qualquer doença.

Nesse sentido, estudos relataram que a curcumina diminui a velocidade de multiplicação celular e protege as células saudáveis, aumentando nossa capacidade antioxidante.

Além disso, estudos realizados em roedores e em humanos mostraram que a curcumina administrada via oral possui baixa biodisponibilidade. Entretanto, estratégias podem ser adotadas para aumentá-la, como uso concomitante da piperina e quercetina, que aumenta sua biodisponibilidade em humanos em até 2.000%.

Por fim, veja também: Corrida causa artrite no joelho?

Gostou do artigo? Então, deixe o seu comentários e compartilhe com amigos e familiares.

 

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.