Projeto quer aumentar o piso salarial de agentes comunitários

Ideia é que os agentes comunitários de saúde passem a ter um piso de dois salários mínimos. Proposta é polêmica

0

Um projeto em tramitação na Câmara dos Deputados quer aumentar o piso salarial dos agentes comunitários. Mas não qualquer agente. Seriam só os agentes que trabalham com a área da saúde nas comunidades.

De acordo com o projeto, o piso desses trabalhadores teria que ser sempre de dois salários mínimos. Assim, se estivesse valendo já este ano, o piso dessa classe seria de R$2.200. Isso porque o salário mínimo atual é de R$1.100.

Seja como for, a ideia do projeto é que essa nova regra só passe a valer a partir de 2022. Assim, esses trabalhadores já pegariam o dobro do valor do salário mínimo do próximo ano, e não mais esse R$1.100 que o Governo anunciou há pouco.

Além dos agentes comunitários de saúde, quem também receberia o piso seriam os agentes de combate à endemias. Pelo texto do projeto esses profissionais também passariam a receber o dobro do salário mínimo todos os anos.

O deputado federal Hildo Rocha, do MDB do Maranhão, é o autor do projeto. Ele disse que a proposta visa dar dignidade para esses trabalhadores. No projeto ele usa o termo “padrão de vida” para justificar a necessidade de uma aprovação dessa pauta.

Piso para agentes

Agora em 2021, a Lei 11.350, que trata exatamente sobre esse assunto, estabelece o piso da categoria no valor de R$1.550. O deputado vem repetindo que esse valor seria injusto e que os reajustes não estão acompanhando a realidade do mercado.

Em 2020, as profissões que trabalham com saúde ganharam ainda mais atenção nacional. É que o Brasil passou a olhar com mais cuidado para a importância desses trabalhadores. A pandemia escancarou o papel que eles cumprem diariamente.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.