Peeling químico: 3 indicações e cuidados com esse procedimento

Quer fazer um peeling químico mas não entende muito sobre? Confira.

0

O peeling químico é um procedimento estético que é realizado por meio da aplicação de ácidos na pele para remoção de camadas danificadas e promoção de crescimento da pele lisa. Por causa disso, esse tratamento é indicado para eliminar manchas e marcas de expressão facial, por exemplo. Ademais, como o peeling químico estimula a produção natural de colágeno e redução da oleosidade pelo organismo, o tratamento previne cravos e espinhas.

No entanto, qualquer procedimento estético como o peeling químico demanda a consulta ao dermatologista, visto que este é o profissional mais capacitado para conduzir esses cuidados. Além disso, a quantidade de sessões realizadas dependerá do grau de necessidade e do objetivo que o paciente deseja atingir por meio do procedimento. Entenda melhor logo abaixo, nesse post do Brasil 123.

3 indicações para o peeling químico

Cuidados e indicações para fazer peeling químico - reprodução unsplash
Cuidados e indicações para fazer peeling químico – reprodução unsplash

Como foi dito, o peeling químico é um tratamento estético realizado por especialistas em saúde da pele. Os usos mais indicados para o procedimento são:

Redução das manchas na pele

Manchas na pele podem ser causadas tanto pela incidência de raios solares quanto por fatores genéticos como o envelhecimento das células.

Portanto, seja qual for a causa do aparecimento de manchas como melasma, por exemplo, o peeling químico é um procedimento que pode diminuir esses problemas consideravelmente.

Aumento da produção de colágeno

Com o tempo, a produção de colágeno natural do organismo também é reduzida e o peeling químico. É um dos procedimentos voltados para o aumento dessa produção. Já que estimula o organismo nesse sentido.

No entanto, isso leva mais tempo e é necessário realizar diversas sessões para obter resultados mais visíveis. Já que a produção de colágeno é algo que o corpo humano precisa de tempo para conseguir.

Reduz acnes e cicatrizes de acidentes

Por fim, a redução de acnes e cicatrizes de acidentes também tem alcance por meio do peeling químico. Já que o preenchimento dessas marcas é feito pelo ácido que se aplica.

Tipos de peeling químico

Agora que já entendemos para ter indicação o peeling químico. Saiba que este procedimento pode se realizar tanto na face quanto em outras partes do corpo. Em suma, o peeling químico pode variar de acordo com a sua necessidade. Veja alguns tipos abaixo:

Peeling químico superficial

Voltado para remoção da região mais externa da pele que é ótimo para diminuição de manchas. Além disso, para retirar cicatrizes de acnes e rugas mais simples como os famosos pés de galinha.

Peeling químico médio

A aplicação de ácido que remove a camada média e superficial da pele é o que configura o peeling químico médio. Ele tem indicação para remoção de rugas mais profundas.

Peeling químico profundo

Indicado para remover camadas mais profundas da pele e recomendado para remoção de manchas do sol e cicatrizes de acidentes.

Cuidados com o peeling químico

Assim como qualquer procedimento estético, o peeling químico também demanda alguns cuidados como evitar a exposição solar depois do procedimento. Além disso, a hidratação da pele deve ser frequente depois da realização desse tratamento para evitar o aparecimento de manchas na pele sensível.

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.