Pandemia reduz uso do transporte público pela população

Medo de ser contaminado com o coronavírus foi o principal motivo citado pelos brasileiros que mudaram a forma de locomoção

0

Os brasileiros mudaram a sua forma de locomoção desde a chegada da pandemia da covid-19. Pelo menos é o que aponta uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em parceria com o Sebrae.

A saber, a pesquisa foi realizada entre os dias 25 de fevereiro e 18 de março deste ano. O levantamento ouviu uma amostra de 800 pessoas residentes em todas as capitais do país e de todas as classes econômicas, excluindo-se os analfabetos.

De acordo com a pesquisa, 46% dos entrevistados afirmaram que o meio de transporte mais utilizado antes da pandemia era o ônibus. Veja abaixo os percentuais de cada meio de transporte:

  • Ônibus: 46%;
  • Carros e motos: 33%;
  • A pé: 8%;
  • Táxi ou aplicativos de transporte: 6%;
  • Metrô ou trem: 5%.

Embora o ônibus liderasse com folga o ranking, a pandemia modificou a lista. Em suma, muita gente deixou o ônibus de lado e passou a utilizar com mais frequência os meios de transporte individuais. Assim, carros e motos assumiram a liderança, ultrapassando o ônibus como principal meio de transporte utilizado no país após a pandemia:

  • Carros e motos: 36%;
  • Ônibus: 35%;
  • Táxis ou aplicativos de transporte: 12%;
  • A pé: 8%
  • Metrô ou trem: 7%.

Leia também: Pandemia reduz tempo que os brasileiros passam no trânsito

Medo da contaminação pelo coronavírus reduziu uso do ônibus

Segundo a pesquisa, essa mudança relatada pelos brasileiros ocorreu, principalmente, devido ao medo de utilizar transporte público. A saber, 28% das pessoas que mudaram a principal forma de locomoção no país o fizeram para não se contaminar com o coronavírus. Já outros 24% citaram a rapidez, enquanto 19% afirmaram que a mudança aconteceu devido à comodidade.

Em seguida, ficaram início de trabalho perto de casa (7%), aumento dos custos (5%), hábito de andar mais a pé ou de bicicleta (4%) e compra de carro ou moto (3%).

Por fim, a pesquisa também revelou que 43% dos entrevistados afirmaram ter medo de usar o transporte público após a pandemia. Para fugir da contaminação, 37% deles passaram a se deslocar a pé, enquanto outros 33% usaram carro particular.

Leia também: Você sabe para onde vão os impostos que você paga? Confira

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.