Ministro diz que não sabia estar em mesmo evento que blogueiro bolsonarista foragido

O ministro afirma que sequer conhece Allan do Santos e que se soubesse da presença dele não iria ao encontro

0

Fabio Faria, ministro das Comunicações, se envolveu em uma grande polêmica no domingo (09) ao ser flagrado em um evento conservador na Flórida, nos Estados Unidos. Isso porque, dentre os participantes do encontro, estava o blogueiro bolsonarista foragido da Justiça, Allan dos Santos.

Nesta segunda-feira (10), a jornalista da “Globo News”, Ana Flor, revelou que Fabio Faria fez chegar aos ministros integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF) que ele não sabia que Allan dos Santos estava no evento na cidade americana.

Além disso, a jornalista também revela que o ministro afirma que sequer conhece Allan do Santos. Não suficiente, ele também diz que, inclusive, está sendo alvo de ataques do apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL) desde que assumiu a pasta das Comunicações.

ministro fabio faria e allan dos santos
O ministro (primeiro à direita) afirma que sequer conhece Allan do Santos (segundo à esquerda) e que se soubesse da presença dele não iria ao encontro. (Foto: reprodução)

Em nota, Fabio Farias também disse que não foi avisado sobre a presença do foragido da Justiça brasileira, pois, caso soubesse deste fato, não compareceria ao encontro.

“Fui convidado para discursar num evento de um pastor de uma igreja que eu e minha família frequentamos quando estamos em Orlando. Não havia indicação que entre os presentes estaria alguém com problemas com a Justiça brasileira. Se eu soubesse que ele iria, eu não teria comparecido”, disse o ministro em nota.

Além de Fabio Farias, outros políticos estiveram no encontro, que teria sido organizado pelo pastor Andre Valadão, que ministra cultos na Igreja Batista Lagoinha, em Orlando. Dentre eles estava o deputado federal Lucas Gonzalez (Novo-MG).

Allan dos Santos é alvo do STF

Criador do canal Terça Livre, especializado em divulgar pautas bolsonaristas, Allan do Santos é alvo de dois inquéritos no STF. Um sobre disseminação de fake news e o outro sobre organização de atos antidemocráticos.

Ele está foragido do Brasil desde 2021, quando foi alvo de uma ação da Polícia Federal (PF) e teve contra si um mandado de prisão expedido pelo ministro Alexandre de Moraes. Hoje, o nome do influenciador está na lista de procurados da Interpol.

Leia também: Bolsonaro quer seu próximo vice filiado ao ‘Centrão’

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.