Lucro líquido do Facebook cresce 17% no terceiro trimestre

Receita do Facebook alcança US$ 29 bilhões no trimestre, impulsionada pela receita da publicidade, que responde por 97,5% do total

0

Facebook encerrou o terceiro trimestre deste ano com um lucro líquido de US$ 9,19 bilhões. Esse valor ficou 11,55% menor que o registrado no trimestre anterior (US$ 10,39 bilhões). Em contrapartida, o lucro entre julho e setembro ficou 17% maior que o observado no mesmo período de 2020.

De acordo com a gigante da tecnologia, o lucro por ação diluído cresceu para US$ 3,22, alta de 19% no comparativo anual. No entanto, o valor ficou 10,8% menor que o registrado no segundo trimestre deste ano.

Além disso, o Facebook também revelou que a receita trimestral alcançou US$ 29 bilhões no trimestre. Esse montante representa um salto de 33% em relação ao mesmo trimestre de 2020 e uma alta de 4,13% no comparativo trimestral.

Receita com publicidade impulsiona resultado do Facebook

Vale destacar que a receita com publicidade é o principal pilar do Facebook. No trimestre, a publicidade da rede social somou US$ 28,27 bilhões e respondeu por 97,5% da receita gerada pela empresa. A saber, o segmento cresceu 33% em relação à receita gerada no mesmo período de 2020.

“Fizemos um bom progresso neste trimestre e nossa comunidade continua crescendo”, afirmou o cofundador do Facebook e principal acionista da empresa, Mark Zuckerberg, em relatório trimestral divulgado à imprensa.

Já o número de usuários ativos diariamente cresceu 6%, atingindo uma média de 1,93 bilhão de pessoas em alguma das seguintes plataformas e serviços de mensagens de grupo: Facebook, Whatsapp, Instagram e Messenger. Os usuários ativos mensalmente também avançaram 6% no período, totalizando 2,91 bilhões de pessoas.

As despesas totais do Facebook totalizaram US$ 18,58 bilhões no trimestre, o que representa um salto de 38% no comparativo anual. Da mesma forma, o lucro de operações cresceu 30%, para US$ 10,42 bilhões. Por outro lado, a margem operacional da companhia caiu 1,0 ponto percentual nessa base comparativa, para 36%.

Por fim, o Facebook projeta que as despesas totais fiquem entre US$ 91 bilhões e US$ 97 bilhões em 2022.

Leia Mais: Confiança do empresário do comércio recua 3,1% em outubro

Avalie o Artigo:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.