3 motivos geram impedimento da liberação do empréstimo: saiba quais são

Veja os motivos que geram impedimento da liberação do empréstimo

0

O impedimento da liberação do empréstimo para microempreendedores pode ocorrer devido a três motivos principais. É importante que quem deseja solicitar o crédito entenda as condições para obter sucesso na solicitação. 

Entenda o impedimento da liberação do empréstimo

Antes de solicitar o crédito da Caixa Econômica entenda os requisitos necessários para que o pedido não seja rejeitado. Por isso, veja a seguir os principais motivos que podem gerar o impedimento da liberação do empréstimo:

  1. Inserção de dados incorretos no preenchimento — A solicitação do empréstimo passa por uma análise de crédito. Para avaliação é necessário que as informações do proponente estejam corretas no Cadastro Caixa Tem. Por isso, caso o banco detecte informações incorretas ou falsas irá rejeitar o pedido;

Caso isso ocorra, o cidadão pode atualizar seu cadastro a fim de corrigir os erros. Porém, um novo pedido de crédito só poderá ser realizado após 10 dias;

  1. Possuir débito com valor acima de R$ 3 mil — Outra condição que pode gerar o impedimento da liberação do empréstimo é ter algum débito com valor superior a R$ 3 mil que tenha sido feito até o dia 31 de dezembro de 2022. Excetuando-se financiamentos de casa própria;
  2. Não estar dentro das condições propostas pelo programa SIM Digital — O SIM Digital é voltado para o financiamento do empreendedorismo e de pequenos negócios. Assim, os proponentes do crédito precisam ter esse objetivo, caso contrário o pedido pode ser negado. 

É importante lembrar que o recurso liberado pela Caixa não pode ser usado para pagar contas pessoais. Para este fim, os cidadãos devem solicitar o Crédito Caixa Tem.

Condições do SIM Digital

O SIM Digital permite a solicitação de crédito de até R$ 1,5 mil para Pessoa Física e de até R$ 4,5 mil para Microempreendedores Individuais (MEIs). As taxas de juros são de 1,95% e 1,99% ao mês, respectivamente. 

Inclusive, o empréstimo, que poderá beneficiar até 4,5 milhões de trabalhadores, poderá ser quitado em até 24 parcelas. Até abril deste ano, mais de 1 milhão de contratos de crédito foram concedidos. Entenda as condições:

  • MEIs que desejam solicitar o crédito precisam ter atuado por pelo menos 12 meses na categoria de MEI e ter recebido faturamento anual de até R$ 81 mil (média de R$ 6.750 por mês);
  • Além disso, será necessário possuir qualificação técnico-profissional pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e participar do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO);
  • PFs devem exercer alguma atividade produtiva ou de prestação de serviços, sejam urbanas ou rurais, de forma individual ou coletiva;
  • Quem tinha, até 31 de janeiro de 2022, alguma operação de crédito ativa pelo Sistema de Informações de Créditos disponibilizada pelo Banco Central (BC) não pode participar do programa. A regra vale para pessoas físicas e MEIs.

A Medida Provisória 1107/22, que cria o Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores (SIM Digital) está aguardando a sanção presidencial. 

Pequenas empresas

As micro e pequenas empresas são as que mais encontram dificuldades para apresentar as garantias exigidas pelas instituições, quando necessitam pleitear algum crédito, segundo o Sebrae Minas.

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.