Gasolina e etanol ficam mais caros nos postos de combustíveis do país

Preço médio do litro da gasolina chega a R$ 7,219, enquanto etanol dispara para R$ 5,241; já o diesel tem leve queda de 0,12% na semana

0

Os combustíveis seguem bastante caros no país. Na semana de 10 a 16 de abril, os preços da gasolina e do etanol ficaram mais salgados nos postos do país. Já o litro do diesel ficou um centavo mais barato, ou seja, a queda não fará diferença alguma para a população.

Vale lembrar que a Petrobras promoveu fortes reajustes nos preços do diesel (+24,9%) e da gasolina (+18,8%) no dia 11 de março devido à disparada do petróleo. E os impactos destes avanços seguem afetando o bolso dos brasileiros.

De acordo com o levantamento semanal da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o diesel foi o único dos três principais combustíveis do país a registrar queda em seu preço nesta semana. O litro do diesel caiu 0,12% na semana e agora custa R$ 6,722 nas bombas do país.

A saber, o preço do diesel acumula uma queda de 0,43% em quatro semanas, mas têm forte alta de 58,09% em 12 meses. Na semana, o combustível mais usado do país ficou mais caro em todas as regiões do país, com exceção do Sudeste, onde subiu 0,24%, e em 16 Unidades Federativas (UFs).

Por outro lado, o preço da gasolina subiu na semana (0,38%). Dessa forma, o valor médio do litro passou a custar R$ 7,219. Apesar do avanço, o preço está 0,66% menor do que há quatro semanas, mas acumula alta de 33,04% nos últimos 12 meses. A ANP revelou que a gasolina ficou mais cara em três regiões do país e em 17 UFs.

Já o etanol hidratado disparou 4,53% na semana. O preço médio do litro do concorrente direto da gasolina nas bombas do país chegou a R$ 5,241, alta de 29 centavos em relação à semana anterior. Com isso, o etanol ficou 6,14% mais caro do que há quatro semanas e 39,46% mais salgado do que há 12 meses. O combustível subiu em quatro regiões do país e em 22 UFs.

Veja mais detalhes do preço dos combustíveis

A ANP ainda revelou que o preço médio do diesel é mais caro para os motoristas do Centro-Oeste (R$ 6,890) e do Norte (R$ 6,864). O combustível também é bem caro no Nordeste (R$ 6,805), enquanto os menores valores são registrados no Sudeste (R$ 6,665) e no Sul (R$ 6,574).

Em relação a gasolina, o preço mais salgado semana também foi o do Centro-Oeste (R$ 7,366). Na sequência, vieram Nordeste (R$ 7,319), Norte (R$ 7,281), Sudeste (R$ 7,226) e Sul (R$ 7,003).

Por sua vez, o etanol é vendido com os preços mais elevados no Norte (R$ 5,787), Nordeste (R$ 5,598) e Sul (R$ 5,533). Assim, os valores mais baixos são os do Sudeste (R$ 5,178) e Centro-Oeste (R$ 5,144).

Como os valores estão bastante elevados no país, cabe aos consumidores analisar as variações em cada posto de combustível para conseguir preços mais baratos.

Em resumo, os valores aos consumidores finais variam de posto para posto, pois diversos fatores influenciam, como impostos, taxas, margem de lucro e custo com a mão de obra. Além disso, há livre concorrência no mercado brasileiro e cada posto pode definir os seus reajustes.

Leia Também: Custos de produção de frangos e suínos disparam no ano

5/5 - (2 votes)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.