Fiocruz divulga os projetos vencedores do HackCovid19

0

O Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz) divulgou ontem (02) o resultado do HackCovid19. Essa disputa foi realizada no último mês de maio. Dentre os temas abordados pelos projetos premiados estão análise computacional de exames de imagem, checagem de boatos e notícias falsas e um chatbot, um atendimento automatizado, para a atenção primária.

A avaliação foi realizada por uma comissão julgadora independente composta por 12 pessoas. a comissão observou os seguintes critérios: criatividade, aplicabilidade da solução, apresentação do pitch, disruptividade da inovação e viabilidade da tecnologia.

Na categoria principal do hackathon, o troféu #CientistasPelaVida foi para os seguintes projetos: Trekkers: Classificador de Raio-X de pulmão (1º lugar), HackCovid à Vera (2º lugar) e Dra. June (3º lugar). Na categoria especial #CientistasPelaViva-Computação, a premiação foi para o projeto COVISEG – Segmentação de imagens de TC para casos de Covid-19.

Em chamada pública, foram recebidas 220 propostas de desafios. Além disso, foram mais de 750 participantes. Os competidores tiveram o auxílio de mais de 100 mentores de diferentes áreas de atuação em tecnologia, inovação e negócios.

As soluções premiadas poderão ser apresentadas em um fórum público (online) para possíveis patrocinadores e investidores. Os direitos autorais permanecem com os hackers.

O que é um hackathon?

A palavra hackathon é derivada dos termos hack (programar com expertise) e marathon (maratona). Essa palavra é utilizada em eventos, principalmente no ambiente corporativo, cujos participantes se reúnam com objetivo de apresentar soluções inovadoras para determinado problema.

Com informações da Icict/Fiocruz

Veja mais notícias sobre Saúde e Bem Estar

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.