Bolsonaro quer Auxílio Brasil de R$600,00 em 2023

0

Atrás nas pesquisas eleitorais e na esperança de uma reeleição no fim do ano, o presidente Jair Bolsonaro disse que manterá o valor do Auxílio Brasil. Na convenção de lançamento oficial da sua campanha às eleições, ele mencionou que conversou com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e que manteria o valor de R$600,00 em um eventual segundo mandato.

O aumento da parcela do Auxílio Brasil foi aprovado juntamente com outros benefícios. No total, a chamada PEC Kamikaze destinou mais de R$40 bilhões para programas de transferência de renda.

Auxílio Brasil será de R$600,00?

O atual presidente Jair Bolsonaro enviou um projeto à Câmara que aumenta a mensalidade do Auxílio Brasil. Até dezembro, a parcela passou de R$400,00 para R$600,00, além de aumentar e criar outros benefícios do governo. Segundo o presidente, essa é uma tentativa de driblar a alta dos preços por conta do cenário internacional.

Contudo, esse novo valor valerá até o final do ano. Apesar disso, os dois líderes nas pesquisas eleitorais defendem o atual valor. Bolsonaro diz que aumentou em conjunto com o Congresso, ao passo que o ex-presidente Lula também afirma que, em outubro de 2021, já defendia esse valor.

Além do Auxílio Brasil, o Governo Federal também aumentou o vale-gás para R$120,00. Anteriormente, o valor era de 50% do preço médio do botijão, calculado pela ANP. O projeto também aprovou a criação do auxílio para caminhoneiros e para taxistas, que começam a ser pagos ainda em agosto.

A PEC Kamikaze é resultado de um aumento nos preços internacionais do petróleo. Na prática, o preço dos combustíveis subiu, afetando toda a economia brasileira. Dessa forma, uma maior intervenção do governo foi a saída encontrada pela atual gestão para atender as famílias mais vulneráveis.

AUXÍLIO BRASIL
Foto: Reprodução

Calendário de agosto foi antecipado

Além de aumentar os valores do Auxílio Brasil, o Governo Federal também antecipou os pagamentos. Dessa forma, os benefícios que entravam nas contas nos 10 dias úteis finais do mês passaram a entrar antes para os beneficiários. Apesar de haver troca de datas, o calendário segue acontecendo de acordo com o dígito final do NIS do beneficiário.

Agora, o pagamento começa no dia 9 de agosto para quem tem NIS finalizado em 1. Quem NIS com final 2, 3 e 4 receberá o Auxílio Brasil nos dias 10, 11 e 12 de agosto. NIS com final 5, 6, 7, 8 e 9 recebem nos dias 15, 16, 17, 18 e 19 de agosto. Por fim, recebem no dia 22 de agosto os beneficiários com NIS terminado em 0. Apesar disso, o pagamento dos outros meses ainda seguem o calendário estipulado pelo Governo Federal no início do ano.

O adiantamento dos valores visa dar de forma antecipada um valor maior para as famílias. Isso porque a diferença de R$200,00 pode servir para que muitas pessoas coloquem as contas em dia. Apesar disso, a oposição afirma que Bolsonaro tenta melhorar sua popularidade, dado que ainda está atrás nas pesquisas eleitorais.

Vale lembrar que o Auxílio Brasil a R$600,00 ainda é apenas uma promessa de campanha, dado que não existe nenhuma certeza de que isso acontecerá.

5/5 - (2 votes)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.