Auxílio Brasil: Fila de espera chegou à marca de 1 milhão de famílias

Fila de espera para entrada no programa social voltou a aumentar

0

Mesmo com a inclusão de novos beneficiários no Auxílio Brasil a cada mês, o programa apresentou o número de 1 milhão de cidadãos na lista de espera em fevereiro.

Mais precisamente, de acordo com um estudo da Confederação Nacional de Municípios (CNM), são 1.050.295 famílias que atendem aos requisitos para receber o benefício, mas não tiveram acesso a ele em fevereiro deste ano.

Fila de espera para o Auxílio Brasil

Vamos ainda seguir apresentando os números de quem aguarda a inserção no programa social.

Vale destacar que mesmo ainda existindo fila de espera, em comparação com o segundo semestre de 2021, houve queda no total de pessoas, visto que no início deste ano, cerca de 3 milhões de novos beneficiários passaram a integrar a folha de pagamentos do Auxílio Brasil.

Por exemplo, no mês de julho de 2021, a fila de espera, que ainda era para o programa Bolsa Família, totalizava 2,41 milhões de famílias. Em novembro de 2021 o número chegou a 3,18 milhões, o que representa um aumento de 32% em 4 meses.

Em janeiro deste ano, como mencionado, foram cerca de 3 milhões de brasileiros inseridos no programa social, o que deixou a fila de espera com um número bem menor, de aproximadamente 430 mil pessoas.

No entanto, em fevereiro esse número voltou a subir, à uma taxa de cerca de 142%, ultrapassando 1 milhão de famílias.

Região Sudeste tem mais pessoas esperando

Em janeiro, a região com maior lista de espera para entrada no auxílio foi o Sudeste, com 183.753, seguida pelo Nordeste (124.519).

Ainda mais, São Paulo era o estado com o maior número de famílias que tinham direito a receber, mas não estavam dentro do programa: 90.793, seguido por Minas Gerais (43.689), Rio de Janeiro (40.007), Bahia (32.384) e Pernambuco (26.355).

Quando o Auxílio Brasil vai atender a todos?

Não se tem informação a respeito de quando a fila será zerada de forma permanente, uma vez que o número total de pessoas contempladas, além de observar os critérios de elegibilidade, deve atender também o Orçamento disponível.

E vale mencionar que existe dispositivo em lei que calça o governo no que diz respeito à fila de espera. Ela é permitida, não sendo considerada uma irregularidade.

Como veiculado aqui no Brasil 123 na ocasião, quando a Medida Provisória do Auxílio Brasil estava em discussão, foi colocada em pauta a questão de manter sempre a fila de espera zerada, mas o presidente Jair Bolsonaro vetou o trecho deste dispositivo.

Na época, Bolsonaro justificou:

“A proposição legislativa contraria o interesse público, tendo em vista que a vinculação de atendimento de todas as famílias consideradas elegíveis alteraria a natureza da despesa do programa de transferência de renda do governo federal e acarretaria, consequentemente, a ampliação das despesas com o Programa Auxílio Brasil”.

Veja também: Caixa Tem: Como pedir o empréstimo liberado também para negativados

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.