É fake que vacinação já matou 500 pessoas nos Estados Unidos

Informação falsa circula pelas redes sociais do Brasil depois de uma fala da ex-jogadora de vôlei Ana Paula Henkel. É fake

1

Não é verdade que a vacina contra a Covid-19 nos Estados Unidos já deixou mais de 500 mortos. Pelo menos não há nenhuma informação que mostre isso. Essa fake news está circulando em grupos de whats app no Brasil.

E está circulando por causa de uma fala da ex-jogadora de vôlei, Ana Paula Henkel. Em um programa da Jovem Pan, ela mostrou dados que mostrariam a situação dos Estados Unidos. Foram 501 mortes e 11.249 casos adversos.

De fato, esses números existem. Eles estão no Sistema de Notificação ou Eventos Adversos de Vacinas (VAERS). É um sistema que está dentro do Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC). É portanto o maior órgão de controle de doenças dos Estados Unidos.

Mas a grande questão é que esses dados são informações de pessoas que inserem lá no site. Então qualquer pessoa, seja especialista ou não, pode inserir esses dados no portal. Então não dá para avaliar se essas mortes são verdadeiras ou não.

De acordo com o próprio CDC, essa lista não vale para fins científicos justamente porque esses dados não passaram por nenhum teste. Em nenhuma dessas 501 mortes há qualquer tipo de avaliação científica do motivo das mortes.

Mortes por vacina

O CDC disse ainda que essa lista serve apenas para colher uma amostra das denúncias. Mas os próprios técnicos não viram até agora nada de muito importante para o estudo das vacinas em nenhuma dessas mortes.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) disse que as vacinas são seguras. “As vacinas em uso no país são consideradas seguras. Não houve alteração na relação de risco e benefício deste produto”, disse a agência.

No Brasil, as pessoas já estão se vacinando com a vacina da Coronavac e com a Astrazeneca.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Leia Mais: É fake que vacinação já matou 500 pessoas nos Estados Unidos […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.