Auxílio Brasil: Benefícios complementares podem totalizar parcela de R$ 1.500; veja como

Conheça os benefícios que podem ser somados ao repasse mensal e podem aumentar o valor do Auxílio Brasil

0

O calendário da sétima rodada do Auxílio Brasil segue em execução até o dia 31 de maio, beneficiando cerca de 18,1 milhões de famílias.

Cabe destacar que nenhum cidadão enquadrado no programa social pode receber menos do que R$ 400. E essa regra vale de forma permanente para o Auxílio Brasil, não mais somente até dezembro deste ano, como incialmente estava previsto.

No entanto, é importante ressaltar que estamos falando do piso do programa social, porque certamente existem beneficiários que recebem acima deste valor.

E como isso é possível? Continue a leitura para conhecer os benefícios complementares do Auxílio Brasil, que podem fazer com que a parcela seja ainda maior.

Auxílio Brasil: Benefícios complementares podem totalizar parcela de R$ 1.500; veja como
Imagem: Montagem Brasil 123

Benefícios básicos do Auxílio Brasil

Os benefícios do chamado núcleo básico são os seguintes e aplicam estes valores:

  • Benefício Primeira Infância: Para famílias com crianças de zero a 36 meses, será pago mensalmente, no valor de R$ 130 por integrante;
  • Benefício Composição Familiar: Para famílias com gestantes ou pessoas de três a 21 anos, será pago mensalmente, no valor de R$ 65 por integrante;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: Para famílias em situação de extrema pobreza. O valor é calculado caso a caso e a família recebe o valor necessário para superar o valor da linha de extrema pobreza, fixada em R$ 100 mensais por pessoa.

Benefícios complementares

Conseguir um aumento no Auxílio Brasil é possível diante do atendimento dos requisitos necessários para ser contemplado com um ou mais dos benefícios complementares.

Conheça quais são e as regras para serem repassados.

O Auxílio Esporte Escolar pagará um benefício mensal de R$ 100, por 12 meses, a estudantes integrantes de famílias beneficiárias do programa, com idades entre 12 e 17 anos incompletos, que conquistarem até a terceira colocação em competições oficiais do sistema de Jogos Escolares Brasileiros, em âmbito nacional, distrital ou estadual. A família receberá, também, uma parcela única de R$ 1.000.

A Bolsa de Iniciação Científica Júnior pagará um benefício mensal de R$ 100, por 12 meses, a estudantes das famílias integrantes do Auxílio Brasil que tenham se destacado em competições acadêmicas e científicas, de abrangência nacional, vinculadas a temas da educação básica. A família receberá, também, uma parcela única de R$ 1.000.

O Auxílio Criança Cidadã será concedido às famílias beneficiárias do Auxílio Brasil que tenham em sua composição crianças com idade de zero até 48 meses incompletos. O valor mensal será de R$ 200 para crianças matriculadas em turno parcial e de R$ 300 para crianças em turno integral.

O Auxílio Inclusão Produtiva Rural pagará um benefício mensal de R$ 200 a famílias beneficiárias do Auxílio Brasil que tenham em sua composição agricultores familiares.

O Auxílio Inclusão Produtiva Urbana pagará um benefício mensal de R$ 200 a famílias atendidas pelo Programa Auxílio Brasil, desde que haja a comprovação de vínculo de emprego formal de um dos seus integrantes.

O Benefício Compensatório de Transição é destinado às famílias que integravam o extinto Bolsa Família e que tiveram redução no valor total dos benefícios recebidos, em decorrência do enquadramento na nova estrutura do Auxílio Brasil.

Como participar do Auxílio Brasil?

Para se tornar elegível ao Auxílio Brasil, o primeiro passo é ter o registro ativo e atualizado no Cadastro Único.

Além disso, o programa é voltado para as famílias em situação de extrema pobreza e pobreza. Estas podem receber, desde que tenham, entre seus membros, gestantes ou pessoas com menos de 21 anos.

Vale destacar que as famílias em situação de extrema pobreza são aquelas que possuem renda familiar mensal per capita de até R$ 105; e as em situação de pobreza renda familiar mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210.

No entanto, para entrar efetivamente no programa não basta ter esses requisitos atendidos. A inclusão depende também do Orçamento disponível, e a seleção dos beneficiários é feita automaticamente pelo Ministério da Cidadania, com base nos dados cadastrados.

A saber, são essas mesmas informações que também permitem a concessão dos benefícios complementares. Assim, fica evidente a importância de manter os dados sempre atualizados.

Veja também: Caixa Tem: Saiba o que pode barrar a sua solicitação de empréstimo

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.