Ney Matogrosso recorda nude vazada: “Não teve nada negativo com a história”

Cantor publicou uma foto particular acidentalmente em seu feed do Instagram.

0
Ney Matogrosso recorda nude
Reprodução: Instagram

Ney Matogrosso recorda nude vazada em seu próprio Instagram e garante que o episódio não teve nenhum ponto negativo em sua vida. Na ocasião, o cantor confundiu a rede social e acabou publicando a imagem particular em seu feed – a imagem, entretanto, foi rapidamente apagada por ele.

Ney Matogrosso recorda nude vazada

O convidado do ‘The Noite com Danilo Gentili’ desta quinta-feira (28) afirma que não ficou chateado com o incidente. “Acha que eu ia postar aquilo de propósito no Instagram? Foi sem querer, era para outro canto. Acho que não teve nada negativo com a história, pelo contrário. Disseram que eu quebrei mais um paradigma, não quero quebrar nada. Achavam que um homem de 80 anos não poderia estar naquela situação. Azar deles”, dispara o artista.

O astro, conhecido por ser performático em suas apresentações e clipes, além de ser bastante aberto quanto a sua sexualidade, denuncia que um jornal não queria publicar matérias sobre ele por achar que Ney era travesti. “O Jornal do Brasil passou dois anos sem publicar meu nome porque dizia que não publicava travesti. Nunca fui um travesti, nunca ocupei ou quis ocupar o lugar da mulher. Então, cadê o Jornal do Brasil?! O editor dizia que não gostava de mim”, revela.

Veja também: Carlinhos Maia deixa vazar nude nas redes sociais: “Vergonha”

Amizade com Cazuza

Na entrevista, o artista também recorda o grande laço que criou com Cazuza, cantor morto em 1990. Ney recorda que ficou até o final da vida do ex-namorado – que era portador do vírus do HIV – ao seu lado. “Ia muito na casa dele, ele sentia muita dor nos pés e eu ficava massageando os pés dele. Um amigo é um amor. Amor e amizade acho que é uma coisa só. Ali, tinha sido as duas coisas e era uma só. Ele queria que eu tomasse ‘AZT’ para ficar na mesma onda que ele. Eu dizia: ‘Cazuza, não quero ficar nessa onda’. Não sabia o que ia acontecer comigo”, recorda.

Ademais, Ney diz que acredita em vida após a morte e espiritualidade. “Minha família era espírita. Marco, uma pessoa com quem vivi 13 anos, morreu na mesma época que Cazuza… Estava em casa, fazendo minha barba não pensando em nada… De repente comecei a sentir uma coisa estranha acontecendo, que me invadia e tocava meu coração. Quando aquela coisa encostou em mim eu disse ‘é você, Marco?’ e aquela coisa ficou um segundo, o meu peito cheio de amor e eu voltei ao normal. Não vou acreditar nisso?! Se eu não vou acreditar nisso sou um débil mental. Eu senti, sabia quem era”, relata.

 

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.