Ministério dos Direitos Humanos premia empresas por ações na pandemia

0

O Ministério dos Direitos Humanos (MMFDH) anunciou nesta segunda-feira (5) os ganhadores de um prêmio voltado para empresas que adotaram iniciativas de empreendedorismo e integração entre família e trabalho durante a pandemia de covid-19.

Segundo a pasta, o prêmio teve como objetivo destacar práticas de equilíbrio entre tempo e atividades nos espaços de trabalho e juntamente com as famílias dentro das empresas que contribuam para a criação de valor social, eficácia e inovação.

A Algar Tecnologia, terceiro lugar na categoria empresas de grande porte, adotou o teletrabalho para 90% dos empregados e forneceu assistência em atendimento psicológico online para mulheres vítimas de violência.

Conheça os demais vencedores do prêmio do Ministério dos Direitos Humanos

A Máquinas Agrícolas Jacto, segundo lugar nessa categoria, enviou periodicamente vídeos para estimular práticas de fortalecimento da saúde física e mental. O banco Bradesco, que venceu a categoria, desenvolveu uma iniciativa de prevenção da violência contra a mulher, com atendimento personalizado e canais de denúncia.

Na categoria de médias empresas, a Elo7, que ficou na terceira colocação, elencou como iniciativas o trabalho remoto e flexibilização de horários entre reuniões. A companhia Miranda Computação e Comércio, segunda colocada, também adotou o trabalho remoto, além de fornecer benefícios como bônus e isenção do pagamento das parcelas de planos de saúde.

Na primeira posição na categoria de médio porte da premiação do Ministério de Direitos Humanos, a Tox, empresa com atuação na área de comércio de equipamentos, permitiu que chefes e trabalhadores negociassem a flexibilização dos horários e colocou assistentes socais para auxiliar os trabalhadores nesse momento.

Entre as empresas do setor público, o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) ficou na segunda colocação, também com adoção de teletrabalho e oferta de medicina a distância. A Itaipu Binacional venceu a categoria, com ações como a criação de um comitê de enfrentamento à covid-19, a implantação de uma central por telefone para tirar dúvidas dos trabalhadores e o acompanhamento psicossocial.

E aí, o que você achou dessa notícia? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe o artigo nas redes sociais!

Fonte: Agência Brasil

Leia mais: Receita Federal define regras para o Pronampe 2021; confira

Empresas com capital estrangeiro devem entregar informações ao BC

Venda de canecas é tendência de empreendedorismo

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.