Coronavírus: Ranking de municípios paulistas mais seguros traz SBC em primeiro lugar

Cidade tem pouco mais de 500 contaminações

0

Uma análise, levando em conta a quantidade de contaminações, o número de leitos disponíveis e o volume de mortes por coronavírus, permitiu fazer um ranking dos municípios paulistas. Isso ajuda até mesmo o governo de São Paulo e determinar estratégias mais personalizadas, de acordo com a situação de cada cidade.

Os órgãos que participaram na formação de ranking são Sistema Único de Saúde (SUS), Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde (CNES).

O resultado foi que a cidade de São Bernardo do Campo é a mais segura, tendo mais condições para cuidar das pessoas que se contaminam. Vale salientar que, mesmo sendo um município de grandes proporções, ele conta com pouco mais de 500 casos, o que se considera pouco quando se avalia a sua extensão territorial.

Por outro lado, a região de Biritiba-Mirim foi considerada o lugar mais perigoso quando se trata de COVID-19. Essa classificação tem como finalidade fazer com que as autoridades, bem como os próprios cidadãos, tenham mais firmeza no que diz respeito ao distanciamento social, ao uso da máscara e à higienização das mãos.

Como São Bernardo tem enfrentado a pandemia

Compreender como a cidade mais segura com relação ao coronavírus tem se portado pode ajudar muito os demais municípios. Em primeiro lugar, vale lembrar que SBC já tinha em andamento a construção de um hospital de urgências e que a sua finalização foi acelerada para poder atender aos doentes de COVID-19.

Além disso, foi instituído pelo prefeito Orlando Morando (PSDB) o isolamento social até o começo do junho, de acordo com o que o governo estadual já tinha decretado.

Em determinado momento, a prefeitura de São Bernardo chegou a lançar um aviso dizendo que pessoas com 65 anos ou mais que estivessem nas suas sem razões essenciais seriam abordadas pela Guarda Civil. Na primeira vez, elas seriam levadas pelos oficiais de volta à sua residência; a partir da segunda vez, seriam multados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.