Virou passeio! Internacional atropela o Olímpia e assume a liderança do grupo B na Libertadores

Na estreia de Taison, Colorado fez 6 a 1 nos paraguaios e foi a 6 pontos

3

O Internacional goleou o Olímpia por 6 a 1 na noite desta quarta-feira (5), no estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre, pela terceira rodada do grupo B da Copa Libertadores da América.

Com o resultado desta noite, o time brasileiro, comandado pelo técnico Miguel Ángel Ramirez assumiu a liderança da chave, com 6 pontos, deixando o adversário com 3.

Assim, também consolida a recuperação no torneio depois da atuação decepcionante contra o Aways Ready, quando perdeu por 2 a 0 na Bolívia.

Na próxima rodada, terça-feira (11), visita o Deportivo Tachira, em San Cristóbal, na Venezuela.

Antes, no sábado, precisa vencer o Juventude por dois gols de diferença, no Beira-Rio, às 19h, para se classificar às finais do Campeonato Gaúcho.

A goleada desta quarta foi a maior da história do Inter na Libertadores. E também uma ‘vingança’ pelas semifinais da competição de 1989.

Na época, o Colorado perdeu por 3 a 2, em casa, e foi eliminado naquele ano.

O jogo

Logo aos 3min, em bela tabela envolvendo o estreante Taison, o Inter chegou na cara do gol, mas a zaga afastou na hora da conclusão do atleta.

Em nova participação de Taison, aos 8min, ele cruzou na medida para Edenílson, que desviou de coxa, pela linha de fundo, com muito perigo.

O Colorado tinha amplo domínio do jogo nos primeiros minutos e fazia até com que a defesa do Olímpia errasse nas saídas de bola.

Aos 29min, saiu o primeiro gol. Após escanteio aberto pela direita, cobrado pelo lateral Rodinei, a bola foi para a pequena área, onde o zagueiro Victor Cuesta, entre dois zagueiro, cabeceou no canto direito, fazendo 1 a 0.

O Inter teve boa chance de ampliar aos 35min, quando Tiago Galhardo recebeu na direita e chutou cruzado, mas o goleiro Oliveira fez grande defesa.

Etapa final

Veio o segundo tempo e, aos 3min Taison fez grande lançamento para Marcos Guilherme, dentro da área, mas ele chutou em cima do goleiro, que fez boa defesa.

Em seguida, aos 5min, Benítez colocou a mão dentro da grande área e o árbitro marcou pênalti para o Inter.

Edenilson foi para a cobrança e, com a categoria de sempre, mandou no canto direito, fazendo 2 a 0.

O Colorado quase ampliou aos 11min quando Victor Cuesta lançou Marcos Guilherme, que recebeu livre mas chutou à esquerda.

O Inter era amplamente superior. Aos 18min, marcou o terceiro, com Thiago Galhardo. Após chute de Marcos Guilherme, o goleiro rebateu e o atacante só empurrou para o gol: 3 a 0.

Inspirado, Galhardo ampliou aos 27min e com um golaço. Ele pegou a bola na intermediária, avançou e tocou por cobertura, encobrindo o goleiro, com muita categoria. Foi o último lance dele antes de deixar o campo, substituído.

Estava muito fácil e, aos 31min, em rápido contra-ataque, Marcos Guilherme recebeu pela direita e tocou para Yuri Alberto, que havia acabado de entrar, só ter o trabalho de tocar na saída do goleiro: 5 a 0.

Acabou? Não. Três minutos depois, Caio Vidal, que também tinha acabado de entrar, acertou uma bicicleta perfeita, no canto direito rasteiro do goleiro: 6 a 0.

Aos 37min, o Olímpia descolou um pênalti. Aos 40min, Gonzáles foi para a cobrança de descontou: 6 a 1.

Leia também: São Paulo empata com o Racing e mantém liderança na Libertadores

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.