Veja como receber mais na restituição do Imposto de Renda!

0

O período do imposto de renda está chegando ao fim. Isso porque declarantes têm até 31 de maio para enviar à Receita Federal suas informações financeiras. Contudo, o que poucas pessoas sabem é que existem formas de você ganhar mais na sua restituição ou, ainda, passar a ter direito a receber valores de volta. Nesse texto, vamos falar como.

Para isso, vamos abordar alguns tópicos sobre o imposto de renda, além de falar algumas declarações que podem ajudar você a receber mais de volta. Para todos os casos, você precisará ter os comprovantes em mãos, bem como precisará declarar corretamente.

Como receber dinheiro de volta?

Não, a Receita Federal não trabalha com cashback! A restituição do imposto de renda não é um favor que o Governo Federal faz para você. Isso porque só recebe valores de volta aquelas pessoas que, de fato, pagaram mais impostos que deviam, seja por conta da forma dos seus gastos, seja por conta da renda, que ficou incompatível com o tanto de impostos.

E especialistas afirmam que não é difícil conseguir uma restituição, principalmente aquelas pessoas que ficam perto do corte mínimo de renda da declaração. Isso porque o Brasil tem uma alta carga tributária e, com isso, pagar mais do que se deveria é algo bastante normal. Para isso, basta que você apresente as notas fiscais que tenham tributos dedutíveis. Vale lembrar que o seu CPF deve estar na nota. Isso porque, com essas notas, a empresa também declara para a Receita, no imposto de renda para as empresas.

Por isso, algumas notas podem ajudar você a receber uma restituição maior ou, ainda, passar a receber valores do governo. Para isso, você deve usar notas que tenham tributos dedutíveis, o que quer dizer que nem todas as notas são válidas. Por exemplo, notas fiscais de supermercado não entram na sua declaração.

milhas aéreas no imposto de renda
Foto: Reprodução

Quais notas eu posso colocar no meu imposto de renda?

Para receber uma restituição maior, você pode optar por algumas notas fiscais. Caso você já tenha declarado, você pode se atentar a esses gastos para a sua declaração do ano que vem. Com isso, o seu imposto de renda terá maiores chances de, na verdade, render um dinheiro para você depois da declaração.

A primeira nota é a dos gastos com saúde. Elas são integralmente dedutíveis do Imposto de Renda. Dessa forma, consultas, gastos com plano de saúde, dentistas, psicólogos, internações hospitalares, entre outros gastos, podem entrar no seu imposto de renda. Além disso, quem tem dependentes que estudam em escolas particulares pode declarar esse gasto e receber de volta até R$3.561,50 por dependente. Para os investidores, declarar a previdência privada pode ser um excelente negócio. Isso porque os produtos PGBL permitem 12% de dedução do imposto de renda.

Por último, declarar dependentes, pensões alimentícias e segunda renda podem ajudar você a ganhar dinheiro de volta no imposto de renda. Tudo isso se você fizer da forma correta. Por isso, atenção para que esse momento não vire uma dor de cabeça para você.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.