Traficante é preso suspeito de fazer ‘delivery de drogas’ em Niterói (RJ)

Na casa do suspeito de estar fazendo o “delivery de drogas” os agentes encontraram 67 quilos de maconha e 144 comprimidos de ecstasy

0

Agentes da Polícia Civil prenderam, em flagrante, um traficante acusado de estar fornecendo drogas em diversos endereços em uma região de classe média de Niterói, Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A prática do criminoso foi apelidada de “delivery de drogas”.

Em nota, a Polícia Civil revelou que a captura do suspeito aconteceu na quarta-feira (06s), enquanto o suspeito, que não teve sua identidade revelada, foi abordado por agentes da 79ª DP (Jurujuba) dentro do Túnel Raúl Veiga, que liga dois bairros cariocas.

Durante a abordagem, os policiais constataram que o suspeito estava fazendo uma espécie de “delivery de drogas”. Por conta disso, após a ação dos policiais, o acusado levou os agentes até seu apartamento, localizado na Zona Sul da capital carioca. Por lá, foi encontrado uma grande quantidade de entorpecentes.

“Na casa do suspeito os policiais encontraram cerca de 67 quilos de maconha e 144 comprimidos de ecstasy no local”, informou a corporação. Por conta do crime, o suspeito foi capturado em flagrante e responderá por tráfico de drogas, podendo pegar até 15 anos de reclusão.

Também no Rio de Janeiro

Outra ocorrência registrada no Rio de Janeiro, e que terminou em prisão, aconteceu na noite de quarta (06), quando um homem foi capturado suspeito de estar assaltando taxistas na capital carioca.

De acordo com uma reportagem no jornal “RJ2”, da “TV Globo”, o acusado já foi identificado por várias vítimas. Prova disso é que, somente na quarta, 19 taxistas já haviam afirmado que foram assaltados pelo homem, identificado como Leandro Barros da Silva, de 45 anos.

Segundo a Polícia Civil, para cometer os crimes, o bandido abordava os motoristas e dizia que estava indo para alguma favela. Quando chegava perto das comunidades, ele anunciava o assalto e levava diversos pertences das vítimas, como celulares e dinheiro. Além disso, a fim de que os condutores não conseguissem persegui-lo, o acusado levava a chave do carro dessas pessoas.

Leia também: PF faz a maior apreensão de cocaína da história do RJ

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.