Toxoplasmose: é verdade que o gato transmite?

Saiba o que é a doença e quais são suas formas de transmissão

0

Muitas pessoas associam a toxoplasmose ao gato, se mantendo longo do animal. Mas será que o gato é mesmo vetor dessa doença? Entenda o que é toxoplasmose, quais são os seus sintomas e quais as formas de prevenção, além de saber qual a relação dela com o gato, no artigo abaixo.

Dicas para quem quer adotar um gato: não deixe de ler

O que é a toxoplasmose

A toxoplasmoe é uma infecção causada por um parasita chamado Toxoplasma Gondii e é frequentemente associado aos gatos.  Pessoas gestantes ou aquelas com o sistema imunológico fragilizado por algum motivo tendem a sofrer mais com complicações da doença. A sua transmissão apenas se dá por via oral e congênita. Ou seja, através da ingestão, ou do sangue, quando a mãe passa para o bebê.

Quais são os sintomas da doença

A toxplasmose provoca alguns sintomas na pessoa infectada, dentre eles dor muscular, febre e dor de cabeça. Entretanto, a maioria das pessoas que pega a doença não manifesta nenhum sintoma. Geralmente, ela não causa muitos danos. Entretanto, quando a mulher está grávida, o bebê pode ter problemas com má-formação e também o fígado aumentado.

É verdade que o gato transmite a doença?

Bom, é parcialmente verdade. Acontece que, como dito anteriormente, a toxoplasmose é transmitia por via oral, ou pelo sangue. E o protozoário que contamina com a doença está presente apenas nas fezes do gato. Dessa forma, apenas quando há ingestão das fezes do gato, ou de algo que teve contato com ela, é que é possível se contaminar a partir do gato.

Cães de rua: saiba como ajudá-los

Como grávidas devem se comportar com gatos?

Justamente porque as fezes dos gatos podem transmitir a toxoplasmose através da ingestão, as mulheres grávidas que têm gatos devem evitar beijar os animais. Pode fazer carinho e brincar, mas é fundamental lavar bem as mãos tão logo a brincadeira termine.

Além disso, o ideal é não mexer com as fezes do gato limpando a caixinha. Se isso não for possível, o melhor é utilizar luvas para evitar qualquer contato com as fezes do animal. No geral, a convivência não tem problemas para mãe e bebê. Na verdade, há outras situações nas quais o risco de contaminação é muito maior. Continue lendo para saber quais são.

Formas mais comuns de contágio

Agora que desmistificamos o contágio por meio do gato, é importante que você saiba quais são as formas mais comuns de contágio da toxoplasmose.  Isso porque a contaminação se dá através de alimentos mal lavados, a ingestão de água contaminada e especialmente através da carne mal cozida. Ou seja, todas elas são formas  de contágio as quais você pode evitar.

Como se prevenir contra a toxoplasmose?

A prevenção contra a toxoplasmose se dá através da lavagem dos alimentos, que deve ser feita de forma correta. Além disso, ao fazer ingestão de carne, prefira por maior tempo de cozimento. Por fim, apenas faça a ingestão de água tratada, evitando beber aquela que estiver contaminada.

Cães e gatos: quais são os cuidados que você deve ter regularmente com seu pet

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.