Tesla se torna a marca mais vendida na Noruega

0

A Tesla, do famoso bilionário Elon Musk, se tornou a marca mais vendida na Noruega em 2021, embora houvesse apenas dois modelos no mercado, o que ajudou o país mais uma vez a bater um novo recorde de veículos elétricos. Como muitos mercados estão fazendo planos para “banir” os carros movidos a gasolina antes de 2030, 2035 ou até mais tarde, a meta da Noruega é conseguir energia elétrica total para cada carro novo na estrada até 2025.

Noruega e adoção sustentável

Embora os fabricantes chineses de veículos elétricos estejam procurando aumentar as exportações para corresponder às ambições de Pequim na construção de uma indústria automobilística de elétrica, em termos de taxa de adoção per capita, a Noruega sempre foi o principal mercado de veículos elétricos.

Desse modo, a Noruega, com uma população de 5,4 milhões, tem a maior proporção de veículos elétricos do mundo, com 64,5% de todos os carros vendidos no país em 2021, enquanto a China, com uma população de 1,4 bilhão, é de longe o maior mercado de veículos elétricos.

Para que tal resultado fosse possível, a Noruega encorajou uma mudança para veículos de emissão zero, isentando os veículos elétricos a bateria (BEVs) de impostos sobre motores de combustão interna (ICE). Como resultado, é esperado que o corte de impostos ajude a aumentar a participação das vendas gerais de eletricidade em 80% até 2022, antes do prazo de 2025, encerrando as vendas de carros a gasolina e diesel.

Tesla se torna a marca mais vendida na Noruega

Tesla líder no segmento

A Tesla (TSLA) tem uma participação de 11,6% em todo o mercado automotivo norueguês em 2021, liderando a alemã Volkswagen pela primeira vez, que possui uma participação de 9,6%, tornando-se a marca nº 1 da Federação de Estradas da Noruega (NRF).

O Tesla Model 3 foi o modelo mais popular do ano na Noruega, à frente do híbrido RAV4 da Toyota, o único carro entre os 10 melhores com motor de combustão interna e o ID elétrico da Volkswagen, em terceiro lugar.

Tesla em 2021 e perspectivas para 2022

A produção geral de veículos elétricos da Tesla no quarto trimestre aumentou cerca de 70% no ano, com 305.840 unidades, o melhor resultado da história. Além disso, os resultados preliminares de vendas (entregas aos clientes) foram semelhantes, a empresa vendeu um total de 308.600 EVs, representando um aumento de 71% no ano.

Além disso, em termos de vendas totais, a Tesla entregou 936.172 carros totalmente elétricos, representando um aumento de 87,4%, resultado muito maior do que qualquer outra marca. Para este ano, Wall Street projeta números fortes, o que normalmente significa coisas boas para as ações da empresa.

As ações da Tesla superaram o S&P 500 sete das últimas nove vezes no intervalo entre os resultados financeiros da empresa. As ações se saíram bem em 2021 após subir 743% em 2020. Além disso, em 2021, as ações da Tesla subiram mais de 50%, resultado muito melhor do que os retornos comparáveis ​​do S&P 500 e do Dow Jones.

O mercado americano projeta atualmente entregas de cerca de 1,42 milhão de veículos, incluindo 296.000 no primeiro trimestre. Em suma, a capacidade da Tesla de vender todos os seus veículos que estão saindo de suas fábricas será um grande fator de oscilação para as ações em 2022.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.