Técnica de mindfulness ajuda reduzir a privação de sono no puerpério

Além dela, a mamãe ainda deve contar com uma rede de apoio para que o período não afete sua saúde mental

0
Unsplash

A privação do sono, sem dúvidas é a principal reclamação entre os pais de recém-nascidos, visto que a nova rotina demanda cuidados diurnos e noturnos quase que ininterruptos.

Também conhecida como sono insuficiente, esta fase é marcada pelo cansaço e até alguns distúrbios emocionais, já que o corpo e mente necessitam do descanso para funcionar plenamente.

Além da própria preocupação dos pais, a rotina de sono do bebê é considerada polifásica, ou seja, os ciclos do bebê são bem curtos e interrompidos pela necessidade de mamar, trocar de fralda ou mesmo por insegurança.

Para lidar com a privação do sono, algumas medidas são extremamente importantes como é o caso de contar com uma rede de apoio, adequar a rotina do casal, inclusive praticar técnicas como a mindfulness . Veja mais sobre cada uma delas!

Leia também: Pandemia alterou tempo de sono dos bebês

1. Rede de apoio

A rede de apoio pode ser formada pelo próprio casal como também contar com membros da família e amigos próximos.

No caso do casal dividir as tarefas de casa e cuidados com o bebê sem dúvidas faz toda a diferença. Para isso enquanto um descansa, o outro promove os cuidados e assim vice-versa até que ambos estejam bem dispostos.

Durante esses momentos de descanso, cochilos diurnos, mesmo que sejam rápidos podem amenizar um pouco o cansaço, principalmente da mãe que amamenta, que fica naturalmente mais desperta e com o sono muito interrompido.

2. Adequar à rotina do casal

Outra dica de ouro para lidar com a privação de sono é adequar a nova rotina com os cuidados do bebê.

Isso inclui equilibrar as mamadas, cochilos, horário que o bebe vai dormir, entre outros, visto que o planejamento pode tornar o dia a dia menos conturbado.

Também é importante já deixar preparado um estoque de comida congelada, contar com a praticidade dos aplicativos de mercado na hora de fazer as compras, além de não encucar com a limpeza da casa, já que neste momento a prioridade é o bebê e também a saúde emocional dos pais.

Com uma rotina adaptada até uns cochilos durante o dia se tornam possíveis!

3. Mindfulness, terapia cognitiva comportamental e meditação

Além desses fatores vale a pena apostar em técnicas relaxantes, que garantem o equilíbrio da mente e a sensação de bem estar.

Nesta fase, a mamãe pode incluir em alguns minutinhos do dia práticas como a Mindfulness ou meditação, a fim de desacelerar e ter momentos de paz.

Dependendo do grau da privação de sono pode ser indicada uma terapia cognitiva comportamental, que irá ajudar a enfrentar essa fase de forma mais segura e positiva. Lembrando que tudo é uma questão de tempo e logo mais, bebê e papais poderão ter suas noites de sono tranquilas de volta.

Veja também: Sono X alimentação: Necessidades fisiológicas podem ser aliadas na hora de melhorar a qualidade

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.