Taxas de vacinação contra Covid-19 aumentam nos EUA após exigências de governos e empresas

Média móvel de casos e mortes pela doença caíram no país

0

Após empresas privadas, governos estaduais e instituições sociais passarem a exigir a imunização contra Covid-19, as taxas de vacinação nos EUA aumentaram 20 pontos percentuais, segundo informação da Casa Branca divulgada nesta quarta-feira (13).

Em entrevista coletiva, o coordenador de resposta da Casa Branca ao coronavírus, Jeff Zients, disse que 77% dos americanos elegíveis tomaram ao menos uma dose da vacina contra Covid-19. Se toda população do país for levada em conta, o índice de vacinados com uma dose é de 66%, enquanto o percentual de pessoas que completaram o esquema vacinal é de 57%.

“Desde o final de julho, quando o presidente anunciou pela primeira vez as exigências de vacinação e pediu às organizações que seguissem sua liderança, o número de americanos elegíveis não vacinados diminuiu em cerca de um terço, de 97 milhões para 66 milhões de indivíduos.”, disse Zients.

A médica Rochelle Walensky, diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, afirmou que a média de casos diários nos últimos 7 dias caiu 12% em relação à semana passada. Já a média móvel de mortes caiu 5%, indo de 1.811 óbitos diários por Covid-19 para 1.730.

“Apesar da recente diminuição dos casos, a maioria das comunidades em todo o país ainda experimenta níveis moderados a altos de transmissão local. Devemos permanecer concentrados em ter a Covid sob controle em todo o país, especialmente no outono e no inverno por meio de máscaras e vacinações”, disse Walensky.

Medidas que exigem vacinação contra Covid-19 nos EUA afetam 100 milhões de trabalhadores

Ontem (12), o Departamento do Trabalho dos EUA apresentou à Casa Branca o texto inicial do plano do presidente Joe Biden para exigir que trabalhadores de empresas privadas sejam vacinados contra a Covid-19 ou façam testes regularmente.

O plano será aplicado para empresas com 100 ou mais funcionários e deve ser implementado como uma norma temporária de emergência, afetando cerca de 80 milhões de trabalhadores nos EUA.

Ao somar o plano para exigir vacinação de empregados de empresas privadas com a medida que obriga trabalhadores federais e terceirizados anunciada no mês passado, no total, 100 milhões de pessoas são afetadas pelas exigências, o que corresponde a cerca de dois terços de toda força de trabalho do país.

Até o momento, os EUA registraram 44,6 milhões de casos de Covid-19 e 711 mil mortes em decorrência da doença.

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.