Senador acusa ministro do TCU de abuso de autoridade

O senador é contra a articulação que tem sido feita para investigar a atuação de Sergio Moro em seu último emprego

0

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) denunciou, nesta terça-feira (18), o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas. De acordo com o parlamentar, o ministro tem atuado sem o devido respeito à lei ao acatar pedidos do subprocurador-geral da República Lucas Furtado contra o ex-ministro e ex-juiz  Sergio Moro (Podemos).

Nas últimas semanas, Sergio Moro tem sido alvo da análise do TCU devido à sua atuação no escritório Alvarez&Marsal. O ex-juiz começou a trabalhar na empresa depois que deixou o Ministério da Justiça e Segurança Pública de Jair Bolsonaro (PL). Isso, em abril de 2020.

De acordo com a “TV Globo”, a pedido do subprocurador-geral da República, Bruno Dantas apura se existiu ou não algum conflito de interesse de Sergio Moro, visto que ele teve, entre seus clientes na Alvarez, empresas como a Odebrecht, que foi condenada por ele enquanto juiz da Operação Lava Jato em Curitiba.

Nesta terça, Bruno Dantas autorizou que o Ministério Público de Contas, que é comandado por Lucas Furtado, tenha acesso ao contrato entre Sergio Moro e a empresa que ele trabalhou até o mês de dezembro.

Para Alessandro Vieira em sua denúncia, todavia, tanto Bruno Dantas quanto Lucas Furtado estariam explorando, indevidamente, o contrato firmado pelo ex-juiz com a empresa, assinado depois que Sergio Moro cumpriu, de forma regular, a quarentena do serviço público.

Nas redes sociais, o senador escreveu que “não é razoável aceitar este roteiro que passa pano para corruptos e corruptores ao mesmo tempo em que ataca investigadores e juízes. A lei vale para todos”.

Isso porque, para Alessandro Vieira, com não há nos autos indícios de dano ao erário ou de ato irregular que envolva a gestão de recurso público, “não caberia à corte de contas, portanto, qualquer avaliação de conduta da Alvarez & Marsal e de Moro”.

Leia também: Bolsonaro tem dez dias para depor à PF sobre vazamento de inquérito sigiloso

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.