Roberto Jefferson pede licença da presidência do PTB por prazo indeterminado

No texto, que ao todo tem dez páginas, Roberto Jefferson afirma que Graciela Nienov, sua vice-presidente, está apta a substituí-lo na função

0

Roberto Jefferson, ex-deputado federal, anunciou neste domingo (24) que pediu licença da presidência do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) por tempo indeterminado, isto é, enquanto sua prisão preventiva continuar.

A solicitação foi feita em uma carta manuscrita, onde o político afirma ter notado a necessidade de a legenda ter uma presença mais próxima da gestão partidária.

No texto, que ao todo tem dez páginas, Roberto Jefferson afirma que Graciela Nienov, sua vice-presidente, está apta a substituí-lo na função.

Hoje, afirma o ex-deputado, “Graciela tem o apoio de quase totalidade do diretório e maioria quase absoluta dos presidentes regionais, à exceção de Alagoas e Mato Grosso”.

Dentre essas pessoas contra a vice-presidente está a ex-deputada Cristiane Brasil, filha de Roberto Jefferson, que na última semana pediu a saída de Nienov da vice-presidência da legenda.

De acordo com Cristiane Brasil, Nienov fingiu ser pastora para visitar Roberto Jefferson enquanto ele esteve internado no hospital. Além deste episódio, as duas já haviam entrado em conflito anteriormente.

Roberto Jefferson
No texto, que ao todo tem dez páginas, Roberto Jefferson afirma que Graciela Nienov, sua vice-presidente, está apta a substituí-lo na função. (Foto: reprodução)

Roberto Jefferson fala em conspiração

 Na carta, o ex-deputado afirma que, atualmente, formou-se um “grupo conspiratório” dentro do partido. Segundo ele, o intuito desta organização é levar ao Judiciário temas que deveriam ser resolvidos dentro do PTB.

A declaração de Roberto Jefferson parece ter sido feita em alusão a atitude de um grupo de cinco deputados federais e um deputado estadual do PTB, que pediram ao Tribunal de Justiça do Distrito Federal o afastamento de Jefferson da presidência do partido.

Para este grupo, o ex-deputado deveria ser atacado por conta de seus ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) e também pelo uso “indevido” do fundo partidário.

Ex-deputado preso

Hoje, Roberto Jefferson está preso preventivamente em Bangu. Ele foi capturado no dia 13 de agosto, por determinação do ministro do STF Alexandre de Moraes, pois é acusado de estar envolvido com uma milícia digital que atua contra a democracia e também disseminando notícias falsas pela internet.

Leia também: Roberto Jefferson disse à PF que mandou atirar celular em rio ao ser preso

5/5 - (1 vote)

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.