República Centro-Africana adota Bitcoin como moeda

0

A República Centro-Africana é o segundo país no mundo a adotar o Bitcoin como uma moeda válida em território nacional. No continente, é o pioneiro nessa decisão. Desde o ano passado, apenas El Salvador adotava a moeda como moeda oficial. Apesar da notícia, o preço da criptomoeda não reagiu de forma abrupta, mantendo uma alta de 2% no dia de hoje.

Contudo, a notícia marca uma nova realidade: países de menor impacto econômico no mundo buscam a moeda digital para saírem do controle de grandes economias. Porém, atualmente apenas dois países aceitam a moeda. Além disso, ainda não se sabe ao certo como funcionará o Bitcoin na economia da República Centro-Africana.

Moeda oficial ou moeda legal?

O Bitcoin agora é aceito como meio de troca na República Centro-Africana. Essa é a segunda vez que um país decreta uma medida desse tipo. A primeira vez foi em El Salvador. Contudo, a revista Forbes afirma que não há certeza de que a moeda será uma moeda oficial. Isso porque o parlamento alega que ela é aceita, mas pode não ser oficializada desde o início.

E isso faz diferença. Quando a moeda é oficial, é sinal de que o governo usará ela para fazer seus gastos. Pelo fato de ser um país pobre, o governo é a principal fonte de movimentação financeira do país. Porém, ao ser moeda legal, isso abre espaço para que apenas a população da República Centro-Africana use o Bitcoin. Isso acontecerá nas compras do dia a dia, como supermercado, farmácia e postos de gasolina. De qualquer forma, isso representa um avanço para a moeda digital, dado que é mais um passo para uma aceitação mundial.

Além disso, a medida adotada pela República Centro-Africana é uma forma de fugir do controle europeu. Ao adotar o Bitcoin como moeda legal, o país se afasta do controle da França, que emite a atual moeda do país.

República Centro-Africana
República Centro-Africana, em azul, é o segundo país do mundo a aceitar o Bitcoin como meio de pagamento. Foto: Reprodução

O que esperar da República Centro-Africana?

Atualmente, a República Centro-Africana utiliza o Franco CFA. Contudo, a moeda é controlada e emitida pela França. Na prática, isso representa uma continuidade do imperialismo do início do século XX e, por isso, adotar o Bitcoin pode ser a salvação para o país. Contudo, os impactos ainda são incertos na economia do país, dado que a experiência com esse meio de pagamento é recente.

Porém, El Salvador afirma que seu turismo subiu 30% desde que aceitou o Bitcoin como moeda oficial. No país latino americano, o governo também adotou medidas voltadas ao turismo, como cidades que homenageiam a moeda, além de ter alguns estabelecimentos que aceitam apenas o Bitcoin. Na República Centro-Africana, projetos como esse não estão nos planos do governo para o curto prazo, mas especialistas acreditam que a decisão pode aumentar o turismo para a região também.

Além disso, se a experiência der certo, os outros 12 países do mundo que usam o Franco CFA podem tomar as mesmas decisões e, com isso, fazer com que a moeda controlada pela França perca valor. Ainda, isso também pode impulsionar o desenvolvimento na região, à medida que as transações ficam mais rápidas e mais baratas.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.